Ansiedade no trabalho: descubra as possíveis causas e ajude sua equipe

Por 3 de outubro de 2016Saúde ocupacional
ansiedade

A palavra ansiedade denota angústia e perturbação. É um estado psicológico desagradável de apreensão e medo, muito conhecido e vivido pelas pessoas em nossa sociedade atual. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 33% da população mundial sofre de ansiedade. E no Brasil não é diferente. Uma pesquisa do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP, indica que 24 milhões de brasileiros, ou seja, 12% da população do país sofre com ansiedade patológica. Os dados da pesquisa ainda indicam uma estimativa de que 23% da população brasileira terá algum tipo de distúrbio ansioso ao longo da vida.

Com uma incidência tão alta, a ansiedade afeta o ambiente corporativo inevitavelmente, trazendo consequências negativas para os colaboradores e para a empresa. Em 2014, 222 mil pessoas foram afastadas por transtornos mentais, número que cresceu 36% em apenas um ano. A ansiedade é um problema sério que merece atenção dos gestores e responsáveis pela saúde do trabalhador.

Neste artigo vamos falar sobre colaboradores ansiosos, quais são as possíveis causas e como você pode ajudá-los. Confira.

Quais são as principais causas da ansiedade no ambiente corporativo?

A ansiedade no ambiente corporativo pode surgir por diversos motivos. Uma pesquisa realizada em 13 países pela Robert Half, empresa de recrutamento e seleção, apontou que o excesso de tarefas e a falta de reconhecimento são os principais causadores.

Os colaboradores que têm uma carga de trabalho excessiva podem desenvolver o transtorno de ansiedade, porque possuem tarefas demais e não conseguem cumpri-las. Assim, se preocupam, desenvolvem medo e insegurança, ficam angustiados com a possibilidade de serem demitidos e com a autoestima baixa. O mesmo ocorre com os colaboradores que se sentem desvalorizados. Eles desenvolvem uma apreensão continua, se sentem desmotivados e insatisfeitos. Outros fatores que podem provocar ansiedade são:

  • Preocupação demasiada;
  • Excesso de responsabilidade;
  • Prazos curtos e inadequados a serem cumpridos;
  • Metas intangíveis a serem batidas;
  • Busca incessante por resultados.

Os aspectos causadores de transtorno de ansiedade são um reflexo da falta de bem-estar corporativo. William Azevedo Dunningham, doutor do Departamento de Neuro­ciências e Saúde Mental da Universidade Federal da Bahia (UFBA), explica que:

“há evidências que se apoiam em dados científicos robustos de que a precarização das condições de desempenho laboral das classes trabalhadoras ocorridas nas últimas décadas joga um relevante papel no aumento da ocorrência dos transtornos ansiosos e de estresse, em âmbito mundial”.

Quais são as consequências para a equipe e para a empresa?

A ansiedade diminui a qualidade de vida dos colaboradores como um todo. As tarefas laborais se tornam um peso, ficam difíceis de executar, o trabalhador se sente incapaz, desmotivado e insatisfeito. Há, portanto, um impacto direto sobre a produtividade. Segundo David Barlow, PhD e estudioso de psicologia e psiquiatria:

“a ansiedade também envolve a mudança na atenção do indivíduo, deixando-o alerta para qualquer ameaça em potencial no ambiente. Dessa forma, pessoas ansiosas têm dificuldade para se focar em uma única tarefa, qualquer alteração no ambiente tira sua concentração. Indivíduos ansiosos são distraídos, possuem dificuldade de concentração e problemas de memória”.

A fala de Dr. Henrique Grunspun, clínico geral do Hospital Albert Einstein, complementa a explicação:

“de modo geral, existe perda de concentração, perda de memória, indecisão, prejuízo na capacidade de julgamento e assim, mesmo que não haja incapacidade para o trabalho, existe queda de rendimento e de produtividade”.

A ansiedade é um fator que predispõe a ocorrência de presenteísmo, ou seja, presença física no posto de trabalho, mas ausência mental e distração extrema. O presenteísmo mina a produtividade e deixa a pessoa perdida e desorientada. Outra consequência da ansiedade do colaborador é a ocorrência de acidentes de trabalho.

Como posso ajudar minha equipe a superar a ansiedade?

Já vimos a gravidade do problema e como ele afeta os colaboradores e a empresa. Da mesma forma que a ansiedade pode surgir no ambiente laboral, ela também pode ser tratada nele. Para tratar e reverter o quadro de colaboradores ansiosos é importante que a empresa invista em bem-estar corporativo. Veja algumas atividades que são efetivas nesse sentido:

  • Yoga: com exercícios de respiração, meditação e alongamentos, a yoga ajuda a controlar a ansiedade, liberar tensões e manter a mente mais calma.
  • Atividade física: os exercícios físicos aumentam a liberação dos hormônios serotonina e dopamina que trazem uma sensação de tranquilidade, bom humor e bem-estar. A empresa pode montar uma academia dentro de seu espaço para os seus colaboradores, formar grupos de corrida e caminhada com o acompanhamento de profissionais ou até mesmo ofertar aulas de dança.
  • Palestras sobre o tema: a ansiedade, muitas vezes, é renegada por quem sofre deste mal por ser classificada como um distúrbio psicológico, havendo preconceito e desconhecimento sobre os sintomas, as consequências e as formas de tratamento. Assim, promover palestras de conscientização irá encorajar os colaboradores a se cuidarem.
  • Quick massage: ajuda a equipe a relaxar, liberar as tensões e cuidar da saúde osteomuscular. Com atendimentos rápidos, de 8 a 10 minutos, a atividade revigora, aumenta a disposição e interrompe a monotonia do ambiente de trabalho.

Conclusão

A ansiedade é um problema de saúde grave, de alta incidência e que traz impactos muito negativos para o ambiente corporativo. Em um cenário econômico desfavorável, as empresas precisam do máximo de produtividade e dedicação de sua equipe. Corporações de sucesso, são também aquelas que mais investem em bem-estar corporativo. Para a OMS (Organização Mundial da Saúde):

“a adesão aos princípios dos ambientes de trabalho saudáveis, evita afastamentos e incapacidades para o trabalho, minimiza os custos com saúde e os custos associados com a alta rotatividade, e aumenta a produtividade a longo prazo bem como a qualidade dos produtos e serviços”.

Então, que tal ajudar sua equipe a diminuir a quantidade de colaboradores ansiosos agora mesmo? Converse com a BeeCorp. Somos especialista em bem-estar corporativo e temos várias opções para a sua empresa.

agende uma conversa gratuitamente

Comentários

Comentários