Clima Organizacional: entenda sua importância

Por 15 de julho de 2018Qualidade de vida no trabalho
clima organizacional

Manter um bom clima organizacional é vital para qualquer empresa. Afinal, ele influencia a produtividade, as relações interpessoais, o nível de satisfação da equipe e ainda afeta a saúde dos colaboradores. Contudo, a manutenção desse clima é um dos grandes desafios diários dos gestores das organizações, uma vez que ele é impactado por múltiplas variáveis e é percebido de diferentes maneiras por cada indivíduo.

clima positivo no ambiente de trabalho é um elemento altamente valorizado pelos colaboradores e traz diversos benefícios para a empresa e para as equipes. Para se ter noção, de acordo com uma pesquisa divulgada no Jornal Valor, seis em cada dez pessoas no Brasil valorizam mais um bom ambiente de trabalho do que próprio salário e 54% dos participantes consideram que trabalhar com colegas agradáveis é mais importante do que receber uma boa remuneração.

Se você deseja entender o que é clima organizacional e qual a sua importância, continue lendo e confira o conteúdo que elaboramos para esclarecer esses e outros pontos:

O que é clima organizacional?

O clima organizacional é um conceito bastante abrangente, porém, está mais associado à relação dos colaboradores com a empresa. Idalberto Chiavenato, autor de livros e artigos na área de administração, define o clima organizacional da seguinte forma:

Propriedades mensuráveis do ambiente de trabalho percebido, direta ou indiretamente, pelos indivíduos que vivem e trabalham neste ambiente e que influencia a motivação e o comportamento dessas pessoas. Ele representa o conjunto de sentimentos predominantes numa determinada empresa e, envolve a satisfação dos profissionais tanto com os aspectos mais técnicos de suas carreiras e trabalho quanto aspectos afetivos/emocionais, refletindo em suas relações com os colegas de trabalho, com os superiores e com os clientes de modo geral. É a tendência de percepção que os membros de uma organização possuem a respeito de seu grau de satisfação em relação ao conjunto ou a determinada característica desta organização.

Como ele impacta a produtividade da equipe?

O clima organizacional afeta diretamente a produtividade da equipe. Um clima leve e positivo aumenta a produtividade, enquanto um clima pesado reduz muito o rendimento. Segundo a Associação Brasileira de Recursos Humanos, pesquisas apontam que colaboradores utilizam somente 8% de sua capacidade de produção em ambientes ruins e desmotivadores. Por outro lado, em empresas com clima favorável e colaboradores motivados, o mesmo índice chega a alcançar 60%.

Dessa forma, os cuidados para manter um bom clima no ambiente de trabalho são de suma importância para as empresas, afetando inclusive o aspecto emocional dos colaboradores e exercendo ainda influência na concentração. Afinal, é muito incomodo e desafiador trabalhar num ambiente estressante, envolto em conflitos e em que se é pressionado constantemente.

Qual a influencia na satisfação e na motivação dos colaboradores?

O clima organizacional ruim é o principal fator que mina a satisfação e a motivação dos colaboradores. Se existem brigas, competições, ausência de espírito de equipe ou muito estresse, a equipe fica fadigada, insatisfeita, se sente desvalorizada e, consequentemente, desmotivada. Portanto, o clima do ambiente de trabalho é um reflexo direto de como anda a relação entre o colaborador e a empresa.

Idalberto Chiavenato também afirma que o clima organizacional está relacionado ao grau de motivação das pessoas da organização. Isso quer dizer que, quanto melhor for o nível de satisfação, melhor será o clima organizacional.

De acordo com José Roberto Marques, presidente do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), é fundamental que a empresa implemente ações e direcione esforços para melhorar a qualidade do clima organizacional corporativo. Segundo ele:

O melhor ambiente de trabalho é aquele onde os colaboradores sentem-se seguros, valorizados e estimulados para desenvolverem suas atividades.

Francisco Lacombe, autor do livro “Recursos Humanos: princípios e tendências”, assegura que o clima reflete o grau de satisfação dos colaboradores com o ambiente interno da empresa. E que esse fator se vincula a motivação, a identificação com a empresa, ao interesse no trabalho, ao sentimento de valorização, a integração da equipe e outras variáveis.

Percebe-se assim, que investir em medidas que promovam mais interação entre os colaboradores, entre líderes e liderados e nas relações de trabalho, ajuda a construir uma equipe sólida, unida, engajada e envolvida com a empresa.

Como impacta a saúde do colaborador?

A saúde do colaborador pode sofrer diversos impactos negativos quando o clima organizacional não está bom. Quando o clima é ruim, a tendência é provocar desinteresse, insatisfação, apatia, estresse e, em muitos casos, até depressão.

Estados de depressão e apatia prejudicam a saúde mental e psicológica do colaborador e podem levá-lo até ao adoecimento físico.Isso acontece também com estados críticos de estresse, que deixam o sistema imunológico das pessoas mais fragilizado, provoca dores musculares, dores de cabeça, ansiedade entre outros sintomas.

Com essa influência direta na saúde, é preciso lembrar que o clima do ambiente de trabalho pode impactar diretamente os riscos de acidentes e doenças ocupacionais.

A taxa de absenteísmo, por exemplo, tem uma relação inversamente proporcional ao clima organizacional: um clima ruim aumenta o índice de absenteísmo, enquanto um clima favorável o diminui. O absenteísmo é uma grande preocupação dos gestores, pois impacta a produtividade e a cadeia organizacional da empresa.

Quais os principais fatores capazes de influenciá-lo?

Dentro de ambientes corporativos a relação e interação entre os colaboradores é, sem dúvida, um dos fatores que mais podem influenciar o clima organizacional. Sabemos que o trabalho em equipe é fundamental para o sucesso de uma empresa, porém, é preciso estar atento a qualidade profissional de cada um dos membros dessas equipes.

Por exemplo, colaboradores não muito produtivos e que costumam se queixar com frequência do trabalho, do ambiente, dos superiores etc., têm um potencial altamente destrutivo para o clima. Esse tipo de profissional pode acabar influenciado negativamente os bons empregados e, eventualmente, isso pode criar atritos e situações indesejadas dentro da empresa.

Por isso, é muito importante que os gestores estejam sempre avaliando cada indivíduo, buscando identificar os bons e os maus funcionários para, então, solucionar esse tipo de problema antes que o clima seja afetado.

Por outro lado, existem também os fatores positivos que influenciam o clima da empresa. Como exemplo, podemos citar a formulação de um ambiente pautado na valorização e colaboração constante entre os empregados, assim como entre líderes e subordinados.

Nesse contexto, medidas como os elogios em público pelo bom trabalho, a retribuição por meio de prêmios e benefícios, incentivos ao aperfeiçoamento, entre outras atitudes, podem criar um ambiente altamente motivador.

Não podemos deixar de citar também o papel da inovação na melhora do clima organizacional. De modo geral, a tecnologia e os avanços no mundo digital contribuem para a formulação de novos dispositivos, equipamentos e soluções capazes de melhorar a qualidade de vida no trabalho, como sistemas de automação que executam tarefas repetitivas e estressantes. Pode-se citar também a melhora na ergonomia das instalações e ferramentas de trabalho. Tudo isso tem o condão de melhorar, e muito, o clima da empresa.

Qual a importância e como realizar uma pesquisa de clima organizacional?

A melhor forma de avaliar a qualidade do clima é colher informações de quem está na linha de frente do trabalho, principalmente no caso os colaboradores. O instrumento adequado para levantar esses dados é a pesquisa de clima organizacional, mas pode surgir a dúvida: como realizar essa pesquisa e qual a sua importância?

A pesquisa de clima organizacional é o caminho mais curto para mensurar o nível de satisfação e motivação das equipes. Por meio de questionários, os gestores podem consultar a opinião dos colaboradores sobre aspectos como:

  • satisfação pessoal com as condições de trabalho;
  • disponibilidade de infraestrutura adequada para as atividades;
  • relacionamento com os colegas e superiores;
  • remuneração;
  • benefícios e sentimento de valorização, entre outros.

A partir das respostas obtidas na pesquisa em questão, será possível identificar pontos críticos, falhas e insatisfações. Desse modo, os gestores podem trabalhar para que as medidas necessárias para reverter esse quadro sejam tomadas. Esses fatores já evidenciam toda a importância dessa pesquisa.

Na prática, a pesquisa de clima organizacional deve contemplar as seguintes etapas:

  • Preparação: nessa fase, são obtidas informações mais precisas sobre os problemas que a empresa pretende direcionar  a pesquisa.
  • Definição da metodologia: aqui, o foco é delimitar as questões a serem abordadas, as ações a serem executadas, o método de trabalho, amostragem, meios de interpretação, entre outros aspectos técnicos.
  • Execução da pesquisa: essa é fase de coleta de dados propriamente dita. É importante lembrar que, nessa etapa, é muito importante garantir o sigilo da pesquisa, de modo a reforçar a fidelidade das respostas, evitando que os colaboradores tenham medo de sofrer algum tipo de retaliação ao dar a sua opinião.
  • Interpretação dos dados: o foco dessa etapa é gerar informações concretas a partir dos dados levantados. A dica aqui é processar os dados com agilidade, garantido uma maior fidedignidade com a situação presente da empresa. Além disso, organize as informações de forma simplificada e de fácil visualização, para que possam ser confrontadas com os resultados e pesquisas anteriores, por exemplo.
  • Relatório final: desenvolva relatório eficiente, transformando os dados em estatísticas reais e mensuráveis.
  • Divulgação dos resultados: compartilhe os resultados da pesquisa, mesmo que não sejam tão positivos. Afinal, certamente os colaboradores desejarão saber quais os resultados obtidos. Além disso, divulgar o resultado ajuda todos os membros da empresa a entenderem melhor a sua real situação e também a dar mais credibilidade ao procedimento.
  • Elaboração de plano de ação: como última fase do resultado da pesquisa, medidas devem ser postas em prática, até porque a pesquisa tem esse objetivo. Assim, problemas podem ter sido identificados e agora necessitam ser solucionados, e a pesquisa é o norte para as ações iniciais.

Quais alternativas podem ser usadas para melhorar esse clima?

Como percebemos, o clima organizacional é um fator que merece muita atenção dentro da empresa. Ele interfere em aspectos relevantes, impacta os negócios e a equipe. Mas como melhorar o clima organizacional? Existem alternativas simples de serem implantadas no ambiente corporativo, que além de melhorar o clima, ainda trazem mais saúde e qualidade de vida para os trabalhadores. Algumas opções para promoção do bem-estar corporativo são:

  • Ginástica laboral: exercícios realizados no próprio local de trabalho. Favorece a melhoria do clima no ambiente corporativo, que se torna mais leve e alegre. Além disso, o funcionário se sente cuidado, protegido e feliz por fazer uma atividade prazerosa e motivadora.
  • Dança: atividade lúdica e animada que promove a interação entre os colaboradores, relaxa e ainda estimula o corpo e a mente.
  • Grupos de corrida: atividade física que previne o sedentarismo, combate o estresse, estimula o espírito de equipe e promove interação entre os colaboradores.
  • Monitoramento de estresseé um trabalho baseado no princípio da Coerência Cardíaca e é norteado em função dos resultados obtidos nas avaliações. Uma equipe com níveis reduzidos de estresse consegue lidar melhor com os desafios e adversidade do cotidiano, sem a necessidade de brigas e desentendimentos. Assim, a equipe se relaciona melhor e o clima fica mais leve.

Além dessas estratégias, existem outras que também podem ser altamente eficazes na hora de melhorar o clima organizacional da empresa. A exemplo disso, podemos citar a definição e acompanhamento de métricas.

Elas funcionam como verdadeiros indicadores, clareando a visão dos gestores na hora da tomada de decisões. Vejamos algumas métricas que valem a pena acompanhar:

1. Índice de absenteísmo

Esse indicador mostra o percentual e os motivos de ausências e atrasos ao trabalho por parte dos colaboradores, sendo essenciais também para que os gestores otimizem certos aspectos do clima organizacional que podem contribuir para a redução dessas taxas.

Pode ser constatado um alto índice de ausências em razão de atestados médicos, o que pode se dar em razão de condições de trabalho inadequadas, por exemplo.

2. Produtividade

Uma equipe altamente satisfeita e motivada com o trabalho consegue obter um melhor desempenho e entregar resultados mais satisfatórios ao final do dia, isso é fato.

Por isso é tão importante monitorar os indicadores de produtividade das equipes constantemente. Alta e baixa produtividade estão diretamente associadas ao clima organizacional.

3. Turnover

Essa métrica diz respeito à rotatividade de funcionários da empresa em determinado período de tempo, isto é, o número de colaboradores que entraram e saíram. Esse indicador pode apontar uma baixa capacidade da organização em reter funcionários, o que pode ser um indicativo de que inconsistências na cultura ou clima organizacional.

Quanto mais baixa for a taxa de turnover, melhor será o desempenho da empresa, pois isso reflete na retenção de talentos e mostra que ela proporciona um ambiente ideal ao trabalho e que todos querem permanecer ali.

Por fim, como foi possível perceber, o clima organizacional é uma variável que influencia o comportamento, as relações entre as pessoas, o desempenho, a produtividade do trabalho, a satisfação e saúde dos envolvidos no ambiente laboral. Ou seja, ele impacta os aspectos mais relevantes para a empresa no âmbito da gestão de pessoas. Sendo assim, é essencial para as empresas tornar o clima leve e favorável e as ações que promovem o bem-estar corporativo são grandes aliadas nesse sentido.

Quer melhorar o clima organizacional na sua empresa e aprender mais sobre bem-estar e qualidade de vida no trabalho? Assine a nossa newsletter e receba os melhores conteúdos sobre o tema direto no seu e-mail!

Gostou do artigo? Leia também:

Comentários

Comentários