Blog da Beecorp

Planejamento estratégico
Qualidade de Vida

Entenda como pensar no bem-estar dos funcionários é essencial para o planejamento estratégico das empresas

Cada vez mais os gestores entendem que as empresas são resultado da ação dos colaboradores. Porém, para que eles tenham um bom desempenho, é necessário que a companhia invista não só no aprimoramento técnico.

A consciência de que é preciso cuidar das pessoas tem feito com que iniciativas para promover o bem-estar dos funcionários se tornem uma prioridade estabelecida no próprio planejamento estratégico das organizações. E nada melhor que um case de sucesso para entender como esse conceito funciona na prática.

Então, batemos um papo com Cristina Mesquita, analista do setor de Gestão de Pessoas, para nos contar como o Sebrae-MG conseguiu alcançar esses objetivos através de uma estratégia de promoção do bem-estar dos colaboradores. Confira como eles estão conduzindo esse projeto e quais foram os resultados!

Preocupação com o bem-estar dos funcionários: alguns dados importantes

Os números mostram que os verdadeiros líderes estão conscientes de que uma boa gestão é aquela que proporciona bem-estar aos colaboradores. Entre 2015 e 2018, houve um aumento de 21% no valor médio que as empresas gastam por funcionário em programas ligados à saúde e satisfação de seus colaboradores.

E qual é o resultado dessas ações? Conforto dos funcionários, melhoria em suas condições físicas, redução de despesas com planos de saúde e licenças médicas, aumento na produtividade.

Colaboradores saudáveis e satisfeitos também se sentem valorizados pela empresa. Dessa forma, eles respondem com engajamento e diminuição do turnover, o que contribui para a formação de um verdadeiro banco de talentos.

Bem-estar do colaborador: um conceito amplo

No Sebrae-MG, a gestão de pessoas realmente procura atender às necessidades dos colaboradores de forma bastante completa. Cristina Mesquita compartilhou conosco uma série de ações que a instituição realiza para promover o bem-estar dos funcionários.

Percebe-se que a visão da empresa a respeito do bem-estar corporativo é bastante abrangente. Cristina afirma que

a qualidade de vida no trabalho abrange desde as condições físicas do colaborador, um ambiente saudável, seguro, tecnologia adequada, clima organizacional até o aspecto emocional do indivíduo. Tudo isso reflete na qualidade das relações interpessoais dos colaboradores no ambiente de trabalho e também nos níveis de estresse.

O Programa Qualidade de Vida foi instituído no Sebrae-MG no ano de 2007. Desde então, a organização incrementou suas iniciativas e estabeleceu várias parcerias.

O objetivo é garantir que o colaborador tenha melhorias evidentes em sua saúde física e também experiências agradáveis e estimulantes fora do ambiente corporativo. Afinal, quanto mais feliz ele estiver em todos os âmbitos de sua vida, maior será o reflexo dessa satisfação no trabalho.

No aspecto organizacional, por exemplo, o Sebrae-MG costuma desenvolver uma série de ações para criar um ambiente corporativo saudável. A gestão de pessoas também toma uma série de medidas para que o clima seja emocionalmente seguro e acolhedor, desenvolvendo o espírito de apoio e cooperação.

Nos aspectos educacionais e culturais, Cristina relata algumas ações interessantes. Por meio de parcerias, os funcionários têm desconto para participar de eventos, hospedagens e restaurantes. Dessa forma, os colaboradores podem vivenciar essas experiências e obter mais qualidade de vida. A organização desenvolve, ainda, ações sociais.

Porém, é quando se fala nos cuidados com a saúde que o Sebrae-MG realmente tem um programa bastante completo. Algumas ações simples fazem toda a diferença, incentivando hábitos de vida saudáveis e até mesmo a adoção de um estilo de vida sustentável.

Oferecemos para os colaboradores um Kit Qualidade de Vida, que possui uma bolsa térmica para manter a temperatura e a qualidade dos alimentos trazidos de casa. O Kit possui também uma moringa com o objetivo de estimular o consumo de água durante o trabalho e uma caneca que visa a redução do uso do copo descartável e da geração dos resíduos sólidos, relata Cristina.

Além dessas iniciativas, a vacinação contra a gripe HINI é promovida anualmente para os colaboradores. No que diz respeito à ergonomia e bem-estar físico, existe uma série de ações.

Bem-estar físico: impactos sobre o dia a dia do colaborador

Os cuidados com o bem-estar dos colaboradores podem começar com ações muito simples. Cristina ressalta que é muito importante ouvir os colaboradores, prestar atenção nas atividades que eles realizam e identificar as demandas. No Sebrae-MG, uma das ferramentas utilizadas para coletar esses dados é uma pesquisa respondida pelos funcionários:

Todo final de ano nós fazemos uma pesquisa de satisfação sobre o Programa Qualidade de Vida e todas as atividades oferecidas ao longo do período. Os dados coletados por meio dessa pesquisa, da avaliação do clima organizacional e do relatório do plano de saúde, nos ajuda a definir as melhores atividades para serem desenvolvidas no próximo ano.

No Sebrae-MG, os colaboradores passam a maior parte do tempo sentados diante do computador. O longo tempo nessa posição causa uma série de desconfortos, inclusive dores nas costas e ombros. Por isso, a empresa tem um cuidado especial com a questão ergonômica. Cristina destaca:

Também temos algumas atividades de ergonomia, como blitz postural. Oferecemos Quick Massage aos colaboradores da sede, durante 15 minutos, uma vez por semana. E temos também todo ano um programa de incentivo ao esporte.

Gestão do bem-estar: parte do planejamento estratégico

Como você pode perceber, ações simples são suficientes para fazer uma grande diferença no dia a dia dos colaboradores. Embora as empresas enxerguem esse tipo de iniciativa como um benefício concedido ao funcionário, na verdade se trata de um investimento estratégico, que é revertido em resultados positivos para a própria companhia.

Acreditamos que se o colaborador tiver mais qualidade de vida, consequentemente terá melhorias na sua saúde, menos faltas e menos atestados médicos, portanto será mais produtivo. Isso gera um clima organizacional melhor e mais engajamento.

No caso do Sebrae-MG, vemos uma instituição que está há quase 50 anos no mercado e que procura inovar em sua gestão. O impacto dessas ações é essencial não só para os resultados da organização, mas porque suas práticas influenciam a adoção de conceitos pelo mercado como um todo.

Dessa forma, sua preocupação com o bem-estar do colaborador pode ajudar muitos outros gestores a enxergarem essa necessidade e a desenvolverem um mindset nessa direção. Para concluir, Cristina ressalta:

quando o colaborador percebe que a empresa se preocupa com o bem-estar dele, se sente grato e acaba se motivando e se engajando ainda mais.

Assim como o Sebrae-MG, sua empresa também deve incluir iniciativas de promoção da saúde e qualidade de vida como parte do planejamento estratégico. Aqui na BeeCorp, temos ferramentas para ajudá-lo a identificar as principais necessidades do seu pessoal e a desenvolver iniciativas pontuais ou recorrentes para promover o bem-estar de seus colaboradores.

Quer conhecer todas essas possibilidades? Converse com a nossa equipe de especialistas e descubra como cuidar dos seus funcionários, mantê-los engajados e aumentar a produtividade. Aguardamos seu contato!