Blog da Beecorp

Saúde

Você tem uma boa noite de sono?

Fala-se muito em alimentação, estresse, atividade física, tabagismo, mas se esquece do sono. O sono é o elo esquecido da qualidade de vida e da promoção da saúde. Você costuma ter uma boa noite de sono?

A necessidade de sono varia de indivíduo para indivíduo. Se você tem mais de 40 anos, sabe a quantidade de sono diário de que precisa. Só um alerta: você precisará de mais horas de sono quando estiver mais velho. Por isso os idosos dão aquelas cochiladas durante o dia.

Insônia

A insônia é considerada fator de risco para uma série de doenças como pressão alta, diabetes, derrame e até obesidade. Há risco de engordar um quilo a cada cinco noites mal dormidas e estudos indicam que 15% da população sofre de insônia. Se uma pessoa dorme mal uma noite por semana, serão cerca de cinquenta noites no ano, ou seja, dez quilos de ganho de peso em um ano, só por dormir mal. Outros grandes inimigos de uma boa noite de sono são o ronco e a apneia.

Aplicativos “prometem” uma boa noite de sono

Alguns aplicativos disponíveis no mercado “prometem” uma boa noite de sono. Confira alguns deles:

  • Dispositivos aplicados no travesseiro detectam movimentos da cabeça e do tronco e determinam o padrão de sono.
  • Outro, colocado no colchão, capta dados da respiração, frequência cardíaca, movimento, ronco e até do som ambiente. Tudo enviado e analisado pelo aplicativo.
  • Outro, em forma de máscara, utiliza sensores para monitorar atividade elétrica cerebral, o movimento dos olhos e a tensão muscular.
  • Um mais moderno tem boa parte desses recursos sem usar nenhum tipo de acessório ligado ao corpo, tudo via wireless.

Funcionam? Ainda não se sabe, mas seu uso pode despertá-lo em relação a uma boa noite de sono, o que já é um efeito positivo. Conhecer a qualidade do sono é um bom início, porém não são os aplicativos que vão melhorá-lo.

5 dicas para ter uma boa noite de sono

Carlos Carvalho, do Hospital do Coração (Hcor), em São Paulo, dá algumas dicas para ter uma boa noite de sono:

  1. Pelo menos quatro horas antes de ir dormir, evite ingerir álcool e bebidas e alimentos com cafeína, como café, chás e chocolates. O estímulo da cafeína e o desconforto gástrico provocado pelas bebidas alcoólicas atrapalham o sono.
  2. Procure ir para a cama sempre no mesmo horário, até mesmo nos fins de semana.
  3. Manter a temperatura no quarto entre 18ºC e 26ºC.
  4. Procure se alimentar três horas antes de deitar para que a digestão seja feita completamente antes de dormir.
  5. Se não conseguir pegar no sono em trinta minutos, levante e procure realizar uma atividade relaxante, como ouvir música suave ou ler, para ajudar a dormir.

A medicina do sono foi regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) em 2013. Dormiram no ponto, pois ela já deveria ser uma especialidade reconhecida há mais tempo.

Vamos falar mais para frente sobre o ronco e a apneia. Não perca!

Invista em bem-estar.

Artigo escrito por Eduardo Arantes, Diretor Técnico da BeeCorp.

Gostou do artigo? Leia também: