Blog da Beecorp

Colaboradores celebrando em reunião
Qualidade de vida no trabalho

Como motivar os funcionários da geração millennials?

Manter os colaboradores motivados e produtivos é um dos grandes desafios do RH nas empresas, ainda mais se considerarmos as diferenças que existem entre o perfil dos colaboradores. Um deles, com características bem marcantes, está ligado à geração millennials — também conhecida como geração Y.

Neste artigo, vamos explicar quem são esses profissionais, quais são seus objetivos e características e quais ações podem ser adotadas para motivá-los. Quer saber mais sobre o assunto? Então, confira agora mesmo!

Quem são os millennials?

Apesar de não haver um consenso a respeito das datas exatas, estima-se que as pessoas da geração millennials nasceram entre meados da década de 80 e o início dos anos 2000. Trata-se de uma população desenvolvida em meio a diversos avanços tecnológicos e maior prosperidade econômica (se comparada às pessoas da geração X, nascidas entre 1960 e 1982).

Vivendo em ambientes mais urbanizados, os millennials (ou geração Y) passaram por um dos maiores marcos da evolução da humanidade, a difusão da Internet e a globalização ampliada pela tecnologia.

Quais são as principais características dos profissionais dessa geração?

Os nascidos nessa nova era digital têm comportamentos profissionais bem diferentes dos seus antecessores. O principal deles é a necessidade de mudar o ambiente no qual estão inseridos — em vez de simplesmente aceitar o que lhes é oferecido —, o que se deve, em grande parte, ao fato de viverem um período de grandes transformações.

De forma geral, podemos dizer que o perfil dos millennials consiste em jovens que batalham pelo seu próprio espaço, priorizam a carreira e colocam a qualidade de vida nas primeiras posições do seu ranking de prioridades.

Assim, são profissionais que sentem com grande frequência que as empresas não exploram ao máximo sua capacidade, além de trocarem de emprego com mais frequência do que as gerações anteriores — o que pode elevar os índices de turnover de uma organização.

Por isso, o desafio do RH e das organizações é duplo: se adequar às mudanças tecnológicas ao mesmo tempo em que supre as necessidades e anseios dos colaboradores da geração Y.

Entre outras características que podem ser citadas, estão:

  • aceitam e se engajam facilmente com novas tecnologias;
  • são ambiciosos e desejam crescer rápido na carreira;
  • valorizam uma hierarquia flexível;
  • consideram essencial uma comunicação mais transparente;
  • sentem-se mais motivados em ambientes participativos, colaborativos e de transformações;
  • desejam se destacar e fazer a diferença;
  • buscam ser valorizados pela empresa.

Afinal, como esses colaboradores podem ser motivados?

Com base nesse tipo de perfil, é possível perceber que é um desafio grande mantê-los satisfeitos — e isso tanto como profissionais quanto como consumidores. Entretanto, é possível adotar diversas ações para mantê-los motivados no ambiente de trabalho. Confira alguns exemplos:

Adotar horários flexíveis

A rigidez de horário é algo que vai contra o perfil das gerações mais atuais. Por isso, vale a pena pensar em adotar uma rotina mais flexível, permitindo que esses profissionais organizem melhor o tempo e possam trabalhar em horários em que se sentem mais confortáveis.

A estratégia é ainda mais bem-sucedida se houver a possibilidade de trabalhar em regime de home office algumas vezes por semana. Essa liberdade de poder controlar a própria jornada aumenta a autonomia desses profissionais e funciona bem para ampliar a motivação.

Propor desafios

Millennials precisam de desafios para se sentirem motivados. Além das tarefas rotineiras, é importante delegar a execução de trabalhos e projetos relevantes para a empresa. Assim, eles sentem que são importantes, que têm suas capacidades exploradas e que fazem a diferença para os resultados da organização.

Definir metas claras e objetivas

É essencial que cada profissional conheça bem o seu papel dentro da organização e que tenha os objetivos definidos de forma clara. Dessa forma, ele consegue desenvolver melhor o trabalho. Por outro lado, a definição de metas irreais e pouco tangíveis desmotiva qualquer colaborador — o que se torna ainda pior se não forem oferecidas as ferramentas necessárias para a execução das atividades.

Criar um programa de mentoria

Os profissionais de gerações anteriores podem ser excelentes tutores para a geração Y, que valoriza conselhos, principalmente de pessoas que consideram bem-sucedidas e exemplos em suas profissões.

Isso vale também para a liderança, que pode abrir mais espaço para o diálogo, com um canal de comunicação no qual os millennials podem oferecer feedbacks e conversar a respeito do desenvolvimento do trabalho e da carreira.

Investir em feedbacks

Por falar em comunicação, esse é outro ponto que a geração millennial valoriza bastante. Porém, o ideal é que o feedback não seja usado apenas para realizar críticas construtivas, mas também para ressaltar as qualidades e acertos dos profissionais.

Também vale ressaltar a importância de permitir que esse caminho seja uma via de mão dupla, ou seja, os colaboradores também podem expor suas opiniões a respeito dos processos e da organização — desde que sejam realmente ouvidos e tenham suas demandas consideradas pela gestão.

Estimular a criatividade

Uma cultura organizacional voltada para a motivação da geração Y precisa ser mais moderna e, principalmente, focada em estimular a criatividade. Isso quer dizer que os profissionais podem ser ouvidos e ter boas ideias aplicadas na empresa.

Como consequência, além da motivação, essa pode ser uma porta aberta para surgirem boas inovações, além do fato de essas pessoas se sentirem ainda mais valorizadas.

Investir em capacitação

Uma empresa que investe na qualificação de seus colaboradores consegue mantê-los mais motivados, tendo em vista a sensação de reconhecimento que essa estratégia transmite. No que diz respeito à geração millennials, isso tem ainda mais valor, dada a necessidade constante de evolução que esses profissionais têm.

Portanto, vale a pena investir em treinamentos relevantes para a execução das tarefas e para o desenvolvimento profissional.

Motivar os millennials no ambiente de trabalho, além de ser um desafio, está muito ligado a mudanças na cultura organizacional e na forma como esses profissionais são liderados. Assim como com as outras gerações, um bom ambiente de trabalho é primordial para que os colaboradores produzam bem e melhor.

Gostou do artigo e quer ficar por dentro de outros conteúdos relacionados a gestão? Então, siga nossos perfis nas redes sociais e não perca as novidades. Estamos no Facebook, LinkedIn e YouTube!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *