Blog da Beecorp

Medicina do trabalho e seu impacto na saúde e segurança dos colaboradores
Saúde

Entenda o impacto da medicina do trabalho na saúde e segurança dos colaboradores

Os cuidados com a saúde dos colaboradores têm aspectos compulsórios, mas também estratégicos para as empresas. É o caso, por exemplo, do Atestado de Saúde Ocupacional (ASO), um dos instrumentos da medicina do trabalho para o cuidado com a saúde dos colaboradores.

A elaboração desse documento obrigatório permite verificar o estado de saúde do trabalhador e avaliar se o profissional tem condições para assumir as funções de sua atividade laboral. Com esse cuidado, evita-se exposição aos riscos inerentes a determinada função na empresa.

Continue a leitura e entenda o impacto da medicina do trabalho na saúde e segurança dos colaboradores.

O que é medicina do trabalho?

Tecnicamente, a medicina do trabalho é uma especialidade médica que atua no universo das relações entre a saúde do trabalhador e suas atividades ocupacionais. Existe, no entanto, uma amplitude do alcance de seus objetivos que vai além da prevenção de doenças e de acidentes ocupacionais.

Na verdade, a medicina do trabalho visa promover a saúde e a qualidade de vida dos colaboradores no sentido mais amplo. Para isso, adota diversas medidas articuladas, de modo a assegurar um indivíduo saudável e, ao mesmo tempo, garantir uma relação equilibrada dos trabalhadores com seu ambiente laboral.

Nesse sentido, a medicina do trabalho se articula com a segurança do trabalho, sobretudo por meio do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), nas empresas onde está dimensionado. De todo modo, os dois setores de natureza preventiva devem atuar juntos em todas as organizações.

Existem bons motivos para uma empresa investir no atendimento às demandas da medicina do trabalho. Os benefícios obtidos alcançam cada trabalhador, tanto como indivíduo quanto na condição de membro de uma equipe e, ao mesmo tempo, beneficia toda a organização.

Qual é a importância de investir em medicina do trabalho?

Todo investimento em medicina do trabalho é rapidamente aproveitado pela empresa, seja na redução de perdas com afastamentos e ausências, seja na melhoria da produtividade. Além disso, quanto mais apreço e cuidado por seus colaboradores for demonstrado, maior é a retenção de talentos.

Veja, a seguir, os diversos efeitos que podem ser alcançados pelos serviços de medicina do trabalho.

Garantia de um ambiente de trabalho saudável e seguro

A saúde e o bem-estar do indivíduo afetam diretamente na conquista de um ambiente de trabalho saudável e seguro. Assim, as ações de medicina do trabalho são essenciais para a construção deste equilíbrio.

Na prática, trata-se de um setor em permanente busca pela qualidade de vida dos colaboradores em suas relações sociais e ocupacionais. Esse é um dos principais objetivos e resultados obtidos pela empresa que investe em medicina do trabalho.

Redução do número de acidentes

Cuidados preventivos e diagnósticos precoces são capazes de evitar que trabalhadores em situação de suscetibilidade estejam em atividade quando houver algum risco. Assim, essa antecipação viabilizada pela medicina do trabalho reduz a ocorrência de acidente do trabalho na empresa.

Desse modo, é possível tratar do indivíduo, evitando que alguma deficiência — ou mesmo doença — evolua para uma condição mais grave. Ao mesmo tempo, a necessidade de um afastamento mais longo é eliminada, bem como redução do envolvimento em situações de risco de acidente.

Redução nos casos de doenças ocupacionais

Os exames médicos (como o exame admissional) realizados pela medicina do trabalho constituem os primeiros passos para a prevenção de acidentes e doenças do trabalho. Além disso, as avaliações ambientais de fatores que podem provocar distúrbios na saúde dos trabalhadores reduzem o número dessas ocorrências.

Com esse fim, análises de ruído, temperatura e vibrações, por exemplo, podem encontrar situações próximas aos limites aceitáveis. Nesses casos, deve ser recomendado o uso de EPIs adequados a cada situação, assim como o aperfeiçoamento dos processos para reduzir as suscetibilidades.

Melhoria na produtividade

Uma equipe saudável apresenta melhor desempenho, especialmente porque não reduz a eficiência provocada por adoecimentos e seus consequentes afastamentos. Na verdade, observa-se um incremento na produtividade dos colaboradores em geral.

Dessa forma, observa-se melhoria na capacidade produtiva e menor incidência de licenças e afastamentos. Resulta também uma redução nos custos causados por ausências, por exemplo, o que gera a necessidade de reposição de pessoal.

Incremento na motivação e no engajamento

Programas de cuidado, sobretudo quando têm como objetivo a qualidade de vida, tendem a melhorar a autoestima dos trabalhadores. Nessa condição, abre-se espaço para a motivação e melhores respostas no engajamento dos colaboradores (o conhecido “vestir a camisa da empresa”).

A preocupação em atender às necessidades de saúde e segurança dos trabalhadores, além de ser bem-vista pelos colaboradores, atravessa os muros da organização. Sendo assim, a imagem da empresa é aprimorada e agrega valor à marca.

Sempre em dia com as previsões da legislação

A implantação e a elaboração formal de planos e programas são obrigações das empresas, cumpridas regularmente pela medicina do trabalho. Nesse sentido, são exemplos mais comuns o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) e o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA).

Como garantir a saúde e a segurança dos trabalhadores?

Além de fomentar a qualidade de vida no ambiente de trabalho, algumas medidas essenciais devem ser tomadas pela empresa. Veja, a seguir, as principais iniciativas.

Medicina do trabalho

As melhores soluções são fornecidas por empresas especializadas e com experiência significativa em saúde e segurança ocupacionais. Com isso, consegue-se obter todos os benefícios oferecidos pela medicina do trabalho antes referidos.

SESMT

Em razão do tamanho da empresa e do grau de risco próprio de suas atividades, pode surgir a obrigatoriedade de constituição do SESMT. Desse modo, os trabalhos integrados realizados pelos segmentos de medicina e segurança do trabalho passam a ser relevantes na garantia de manutenção de equipes seguras e saudáveis.

Exames obrigatórios

A realização dos exames obrigatórios (admissional e demissional, entre outros) também é inciativa essencial, além de compulsória. Esses exames garantem uma abordagem rotineira mínima na condição de saúde dos colaboradores, principalmente em momentos estratégicos como a admissão, a demissão e a mudança de função.

O conhecimento da realidade da saúde e segurança do trabalho no Brasil resulta da atenção dispensada ao tema. Para esse fim, é indispensável manter-se sempre atualizado, como no aproveitamento deste post.

A medicina do trabalho é impactante no atendimento às demandas obrigatórias de saúde e segurança do trabalho, mas também na criação de condições de bem-estar e qualidade de vida para os colaboradores.

Assine a nossa newsletter e esteja sempre preparado para aprimorar o cumprimento das obrigações e atender às necessidades de saúde e segurança do trabalho de sua empresa.