Blog da Beecorp

Musculatura abdominal
Saúde

Musculatura abdominal e saúde: qual a relação?

Vamos abordar este assunto de duas formas: a primeira é que a falta de musculatura abdominal é muito prejudicial para a coluna e a segunda que a gordura abdominal é prejudicial para a saúde de todo o corpo.

A dor nas costas é um dos sintomas mais comuns na população e a barriga proeminente pode provocar doenças muito graves como pressão alta, colesterol e triglicérides elevados. Vamos entender melhor?

Musculatura abdominal x coluna

A musculatura abdominal enfraquecida prejudica a coluna aumentando a lordose fisiológica. Lordose é quando ficamos com a bunda mais empinada. Lindo nas mulheres, mas péssimo para a coluna delas e a nossa também.

A metade do peso corporal está em equilíbrio estável sobre a coluna lombar e quem estabiliza toda esta região é a musculatura abdominal. É muito peso para estes ossos e nossos músculos agem como uma espécie de cinta, sendo muito importantes para a postura do corpo.

A famosa “barriguinha” x doenças do coração

O famoso IMC (Índice de Massa Corporal) alto não é tão nocivo quanto a circunferência abdominal. O IMC você já sabe calcular, mas e a circunferência abdominal? Pegue a fita métrica e meça a cintura. Se você for mulher, com circunferência abdominal acima de 88 cm ou homem com mais de 102 cm, cuidado, você tem um sério fator de risco para doenças do coração.

Outra forma interessante de avaliar o risco é a relação cintura-quadril. Para calculá-la, meça a cintura e o quadril com uma fita métrica, depois divida a medida da circunferência da cintura pela medida da circunferência do quadril, ambas em centímetros. O resultado não deve ser superior a 0,85cm para as mulheres e a 0,90 cm para os homens.

Esta é novidade: preocupe-se menos com o IMC caso os outros dois parâmetros acima, esteja, normais.

Atenção aos sinais

A musculatura abdominal também é sinal de vida. Lembre-se que a barriga é prelúdio de morte prematura. Se você está barrigudo ou barriguda e tem dois dos critérios abaixo, seu coração é uma bomba relógio, pois a qualquer momento você poderá ter um evento cardiovascular agudo que poderá ser uma “simples” dor no peito (angina ou um infarto) até uma morte súbita. Vamos aos critérios:

  • Pressão alta;
  • Glicemia acima de 100 miligramas por decilitro ou a presença de diabetes já diagnosticado;
  • Colesterol bom (HDL) menor do que 50 miligramas por decilitro nas mulheres e 40 miligramas por decilitro nos homens;
  • Triglicérides acima de 150 miligramas por decilitro.

Mas como os músculos abdominais podem contribuir para a saúde de meu coração? Não quero que você adquira apenas músculos abdominais, na verdade gostaria que você perdesse mais gordura. Com as dicas a seguir você terá mais músculos e menos gordura. Aliás. Dicas canônicas:

  • Evitar o excesso de peso;
  • Seguir uma dieta equilibrada;
  • Exercícios físicos regularmente.

Invista em bem-estar.

Artigo escrito por Eduardo Arantes, Diretor Técnico da BeeCorp.

Gostou do artigo? Leia também: