Blog da Beecorp

Saúde ocupacional

7 melhores práticas para prevenir acidentes e doenças ocupacionais

O mercado de trabalho é muito competitivo e disputado. Para sair na frente de seus concorrentes as empresas exigem cada vez mais de seus colaboradores. O grande desafio de um gerente de recursos humanos é criar um ambiente de trabalho em que a eficiência e a saúde dos colaboradores possam coexistir. Esses dois fatores são essenciais para que os acidentes e as doenças ocupacionais sejam evitados.

Entretanto, encontrar alternativas que melhorem a qualidade de trabalho dos colaboradores de sua empresa não é uma tarefa fácil, e esse profissional precisa se esforçar para que isso aconteça.

O artigo de hoje mostra 7 práticas para evitar acidentes e doenças ocupacionais. Continue a leitura!

1. Reforce a importância dos EPI’s

Toda atividade profissional, por mais simples que seja, pode oferecer riscos à saúde dos colaboradores de uma empresa.

Os equipamentos de proteção individual (EPI’s) são ferramentas fundamentais na prevenção de acidentes e doenças ocupacionais. Eles protegem os funcionários e fazem com que sua produtividade não seja afetada pela ocorrência de acidentes.

Cada função exige EPI’s específicos, portanto, é importante conhecer profundamente sua equipe de trabalho e sua linha de produção, para serem utilizados os EPI’s mais adequados a cada atividade laboral.

Mantenha-os sempre em perfeito estado de conservação e não exite em realizar trocas de equipamentos danificados ou desatualizados.

2. Divulgue os riscos

Os problemas originados pelos riscos ambientais em uma empresa é um dos temas mais discutidos na área de segurança e saúde do trabalho.

Os riscos ambientais são divididos em:

  • Físicos: riscos relacionados às energias em que os funcionários de uma empresa estão submetidos (vibrações, temperatura, pressões e radiações);
  • Químicos: produtos e substâncias que, quando em contato com seres humanos, podem causar danos à sua saúde;
  • Biológicos: causados por bactérias e outros micro-organismos que podem infectar os colaboradores de uma empresa;
  • Acidentes: ocorrências que acontecem em um ambiente de trabalho e que causam danos à saúde dos trabalhadores.
  • Ergonômicos: prejuízos originados pelo esforço físico intenso e em excesso.

Antes de prevenir qualquer acidente ou doença ocupacional, seus funcionários devem conhecer todos os riscos a que estão submetidos.

Quando isso acontece, eles criam consciência da importância da prevenção de acidentes e doenças ocupacionais, já que agora eles conhecem quão danosos esses riscos podem ser.

Dessa forma, promova palestras a fim de informar seus colaboradores sobre isso e não deixe de indicar, em seu ambiente de trabalho, os tipos de riscos a qual todos estão submetidos.

3. Evite improvisos

Os acidentes e as doenças ocupacionais são situações a serem evitadas a todo custo em um ambiente empresarial.

Lamentavelmente, algumas empresas não dão a devida importância ao assunto e acabam criando soluções erradas para os problemas que acontecem em seu ambiente de trabalho.

Não improvise, siga as regras de trabalho de sua empresa e crie o mesmo pensamento em sua equipe.

4. Promova o diálogo

O diálogo é primordial em todas as relações humanas em nossa sociedade. Seja em uma sala de aula ou em um ambiente de trabalho, todos devem se comunicar da melhor maneira possível.

Uma empresa de sucesso é aquela que possui uma equipe de trabalho integrada, que troca constantemente informações e opiniões sobre suas atividades, e um gerente de recursos humanos é a peça-chave nesse quebra-cabeça.

Quando esse profissional exerce corretamente sua função, todos se sentem confortáveis para tirarem dúvidas e proporem melhorias em relação às suas atividades de trabalho.

É extremamente significativo dar importância a esse feedback com o objetivo de aprimorar a prevenção de acidentes e doenças ocupacionais em uma empresa, portanto, não deixe essa questão para depois, ok?

5. Capacite seus colaboradores

Os colaboradores de uma empresa são essenciais na obtenção de bons resultados. São eles que exercem a maioria das atividades em um ambiente empresarial, e um gerente de recursos humanos precisa capacitá-los corretamente.

Todos devem saber manusear suas ferramentas de trabalho de maneira correta e eficiente. Para tal, é preciso realizar treinamentos e workshops para instruí-los em relação a isso.

Os avanços tecnológicos ocorrem em nossa sociedade a todo momento e é preciso ficar atento para não se tornar obsoleto.

Nunca pare de acompanhar as novas tendências e tecnologias utilizadas em um ambiente de trabalho. Ao fazer isso, é possível minimizar e evitar as doenças ocupacionais.

6. Dê importância aos exames periódicos

As doenças ocupacionais são ocorrências que, na maioria das vezes, não acontecem repentinamente com os colaboradores de uma empresa. Elas podem ser originadas de situações repetitivas que, infelizmente, acontecem com frequência no ambiente de trabalho.

Para detectá-las, um gerente de recursos humanos deve fazer com que seus colaboradores sempre realizem exames médicos periódicos, a fim de manter atualizadas as informações sobre a saúde de seus funcionários.

Com isso, é possível prevenir ou identificar doenças ocupacionais logo em sua origem, tornando o tratamento muito mais rápido e prático.

Além disso, é possível fazer um diagnóstico e acompanhar o quão prejudicial seu ambiente de trabalho pode ser para seus colaboradores. Caso muitos apresentem problemas ou doenças ocupacionais, é sinal de que algo está errado e deve ser solucionado.

7. Promova o bem-estar corporativo

O trabalho é uma atividade cansativa e, em certos momentos, estressante. Um funcionário que se sente confortável em sua empresa pode exercer suas funções com mais qualidade e eficiência.

Logo, um gerente de recursos humanos deve promover o bem-estar corporativo para que isso aconteça. Veja abaixo algumas medidas que podem ser tomadas por esse profissional.

Caso você esteja com dúvidas sobre como implementar tais práticas em sua empresa, faça uma pesquisa de mercado, encontre um time de profissionais especializado no assunto e descubra as soluções que sua gestão tanto busca!

E então? As dicas mostradas no post de hoje te ajudaram a prevenir acidentes e doenças ocupacionais em sua empresa? Assine nossa newsletter e receba outros conteúdos que podem melhorar a produtividade e a qualidade de trabalho de seu negócio!

Gostou do artigo? Leia também:

2 thoughts on “7 melhores práticas para prevenir acidentes e doenças ocupacionais”

Comments are closed.