Blog da Beecorp

Colaboradora em sessão de massagem rápida no ambiente de trabalho.
Saúde Ocupacional

Saúde no trabalho: qual a melhor ação de promoção à saúde para aplicar na empresa?

Investir na qualidade de vida do colaborador é uma estratégia que ajuda a aumentar a produtividade e a reduzir o índice de absenteísmo, entre outros benefícios. Por isso, vale a pena apostar em ações que promovam a saúde no trabalho e levem ao alcance dos objetivos.

Porém, como existe uma série de programas voltados para isso, é natural que muitos gestores tenham dúvidas a respeito de qual é o melhor para se implementar. Neste artigo, vamos apresentar alguns deles. Continue com a leitura para conhecê-los!

Tornar o ambiente físico agradável

Antes de mais nada, é preciso investir em um ambiente agradável e motivador. Afinal, as pessoas passam a maior parte do dia dentro da empresa, e questões como monotonia ou insalubridade podem trazer desmotivação, afetando a qualidade de vida e, consequentemente, a produtividade das equipes.

Elaborar e manter um layout bem organizado e visualmente agradável, portanto, impacta diretamente o desempenho dos colaboradores e melhora a saúde no trabalho — aumentando a sensação de bem-estar e qualidade de vida.

Entre alguns aspectos que precisam ser considerados, estão:

  • temperatura adequada;
  • iluminação natural;
  • investimento em móveis e equipamentos ergonômicos;
  • presença de plantas;
  • planejamento para evitar a propagação de ruídos.

Ginástica laboral

Provavelmente você já conhece a ligação entre a prática de atividade física regular e a melhora da saúde, qualidade de vida e redução do estresse. Porém, para muitos profissionais, é muito difícil organizar a rotina para encaixar algum exercício durante o dia.

Para contornar esse problema e garantir que os colaboradores saiam do sedentarismo, a ginástica laboral se apresenta como uma excelente estratégia. Entre os benefícios que ela proporciona, podemos citar o alívio das tensões e dores (que, muitas vezes, são provocadas pelo trabalho exercido), além de:

  • alívio do estresse;
  • melhora na disposição para o trabalho;
  • aumento dos níveis de concentração e foco;
  • prevenção de doenças decorrentes de esforços repetitivos;
  • reeducação postural.

Ela é realizada dentro da empresa e pode durar cerca de 15 minutos. Porém, é necessário o acompanhamento de um profissional qualificado, que conhecerá e saberá trabalhar com as demandas das pessoas e da empresa.

Palestras de conscientização

As palestras de conscientização também exercem um papel fundamental na promoção da qualidade de vida e saúde no trabalho. Por meio delas, escolhe-se uma série de temas para orientar os trabalhadores a respeito de hábitos saudáveis e boas práticas que conduzem a esses objetivos. Entre os assuntos que podem ser abordados, estão:

  • a importância da ergonomia;
  • a relação entre saúde e a prática de exercícios físicos;
  • alimentação saudável;
  • saúde emocional.

Vale destacar que, além das palestras, a empresa também pode contar com dinâmicas de grupo e oficinas, que contribuem para mudar a rotina de trabalho, aumentando o engajamento e ajudando a melhorar o clima organizacional.

Quick massage

Consiste em uma massagem rápida, que dura em torno de 15 minutos. Porém, apesar do curto tempo, promove relaxamento e é bem eficaz no combate ao estresse. Ela é realizada, normalmente, nos membros superiores — como braços, antebraços, mão e região cervical até a lombar.

Benefícios para os colaboradores

  • reduz o nível de estresse no trabalho;
  • melhora a circulação sanguínea;
  • diminui a sensação de fadiga;
  • diminui a tensão muscular;
  • promove bem-estar;
  • aumenta a disposição.

Benefícios para a empresa

  • melhora nos índices de produtividade;
  • melhora no clima organizacional;
  • prevenção de doenças ocupacionais;
  • redução de gastos ligados a doenças e afastamentos;
  • aumento do engajamento dos colaboradores.

Programa de incentivo à saúde física

Os programas de incentivo envolvem ações (perenes ou pontuais) para a realização de atividades físicas, independentemente da modalidade escolhida. Elas são sempre realizadas com o acompanhamento de profissionais capacitados utilizando equipamentos e materiais adequados.

Entre as opções que podem ser implementadas, estão:

  • pilates e yoga (ajudam a melhorar a postura corporal e a concentração no trabalho);
  • danças (estimulam todo o corpo);
  • treinamento funcional (promove fortalecimento muscular);
  • Programa Pedômetro (realização de dinâmicas de competição).

Grupo de Corrida e Caminhada

A empresa também pode apostar na criação de um Grupo de Corrida e Caminhada, que é bastante inclusivo, visto que contempla todas as faixas etárias, condições físicas e gêneros. Com o acompanhamento de profissionais qualificados, são desenvolvidas ações como:

  • avaliações físicas;
  • criação de planilhas individuais de treinamento;
  • realização de contato direto entre os profissionais e os colaboradores, a fim de permitir o esclarecimento de dúvidas.

Nesse tipo de programa, é possível promover encontros semanais para que a prática seja realizada em conjunto, criar camisas personalizadas e estimular a participação em competições do segmento. Assim, incentiva-se a prática de exercícios físicos, ao mesmo tempo em que se melhora a condição de saúde dos colaboradores.

Acompanhamento nutricional

A falta de alimentação adequada é uma das grandes causas de diversas doenças (como obesidade e hipertensão) e ainda influencia diretamente, de forma negativa, o rendimento dos profissionais. Por isso, é essencial estimular a adoção de hábitos alimentares mais saudáveis — não só dentro do ambiente corporativo, mas em um contexto geral.

Nesse caso, a melhor aposta é o investimento na reeducação alimentar. Porém, é preciso destacar que não se trata apenas de uma consulta com nutricionistas e uma simples mudança na dieta: é um processo que tem como objetivo transformar a forma como as pessoas se alimentam e, principalmente, a relação que elas têm com a comida.

Durante as consultas, as pessoas passam por um diagnóstico nutricional e são orientadas com base nele, aprendendo mais sobre a alimentação saudável e sendo conscientizadas da importância dos bons hábitos (e das consequências dos maus). Além disso, ainda obtêm todo o apoio necessário para passar pelo processo de mudança na alimentação.

Como você pôde ver, existem diversas formas de promover a saúde no trabalho e todas elas trazem benefícios tanto para as empresas quanto para os colaboradores. Contudo, para fazer uma escolha mais adequada às necessidades da organização, vale a pena contar com uma consultoria, que identifica as demandas e indica as ações ideais para cada situação.

O que achou dos programas? Quer saber qual deles poderia ser implementado com sucesso na sua empresa? Então, entre em contato conosco e tire suas dúvidas agora mesmo!