Gestão de ambulatório: qual a importância em investir nesse serviço?

Gestão de ambulatório
Por: Ana Flávia Oliveira

Contar com um ambulatório na empresa é uma forma de melhorar o atendimento aos funcionários, mas também, ajuda a reduzir custos de sinistralidade, que costumam aumentar as mensalidades dos planos de saúde. Trata-se de uma unidade estratégica e de grande valia na política de saúde corporativa.

Hoje, porém, já é possível terceirizar todas as atividades de um negócio, sejam elas principais, sejam elas secundárias. Assim, pode-se contratar as atividades hospitalares relativas ao atendimento primário ao paciente, por exemplo, para desenvolvê-las no âmbito da empresa.

As vantagens da terceirização são muitas, como economia de tempo e dinheiro, permitindo que o gestor do setor ou da empresa tenha mais disponibilidade para atuar de forma estratégica, traçando planos para otimizar os negócios.

Já pensou em investir na gestão de ambulatório? Veja como essa decisão pode ajudar a empresa!

O que é a gestão de ambulatório no âmbito de uma empresa?

O ambulatório médico no universo das empresas constitui um dos pontos básicos na estratégia de implementação da saúde no ambiente corporativo. Sua infraestrutura e sua equipe de profissionais, por mais simples que sejam, permitem conduzir, sobretudo, as ações de Atenção Primária à Saúde (APS).

Representam, desse modo, iniciativas que trazem grandes benefícios para os colaboradores e diversas vantagens para a organização. Por sua vez, constituem um trabalho que deve ser planejado e conduzido sob um sistema de gestão apropriado para o fim a que se destina.

Mas, afinal, como é feita a gestão de ambulatório na empresa?

A gestão de um ambulatório nas dependências da empresa consiste na condução dos trabalhos de atenção à saúde dos colaboradores em todas as suas frentes. Envolve a estruturação, a implantação e a administração das atividades de prevenção, cuidados e promoção da saúde, especialmente, no ambiente corporativo.

Na verdade, constitui um importante instrumento e uma maneira de promover a saúde e a atenção médica aos seus funcionários. Ao mesmo tempo, contribui para aprimorar a qualidade de vida, a segurança e a capacidade de prontas respostas em situações de demanda que se apresentem.

Esse tipo de atendimento médico reduz significativamente os gastos com saúde, uma vez que muitos problemas podem ser solucionados sem que haja necessidade de o colaborador se deslocar até uma clínica fora da empresa. Evitam-se ausências e afastamentos em situações capazes de encontrar solução nas instalações da própria organização.

Como é a assistência médica ambulatorial?

A assistência prestada por um ambulatório médico tem natureza básica e inicial, isto é, conduz as primeiras abordagens da situação e avalia a necessidade de encaminhamento para uma unidade mais complexa. No âmbito administrativo das empresas, representa uma resposta local interna imediata, que reduz o número de afastamentos e de sinistralidade nos planos de saúde.

A gestão para promover a assistência médica ambulatorial na empresa atua em cinco frentes essenciais, que podem ser assim resumidas:

  • recursos humanos: constituídos pela equipe de saúde (médico, enfermeiro, auxiliar);
  • recursos físicos: formados pelas instalações, equipamentos e mobiliário, além dos medicamentos e insumos necessários;
  • processos: representados pelos protocolos e pelos procedimentos;
  • indicadores: tanto operacionais quanto gerenciais, e seus respectivos relatórios;
  • documentação: em atendimento aos padrões definidos pela legislação.

Dessa forma, as ações podem ser conduzidas de modo afinado com a legislação aplicável e em harmonia com os demais processos de gestão administrativa da empresa. Assim, por exemplo, o setor financeiro, o RH e o de controle de estoques, entre outros, se organizam incorporando os resultados e as demandas do ambulatório médico.

Qual a importância de uma empresa terceirizada na gestão ambulatorial?

Realizar o atendimento do funcionário no ambiente de trabalho, com boa qualidade e de maneira personalizada, além de diminuir o percentual de absenteísmo, reduz também as despesas com horas improdutivas resultantes de acidentes e de doenças. E você sabe que o absenteísmo é um dos grandes gargalos na gestão de pessoas.

O interesse da organização pelos colaboradores minimiza, ainda, a rotatividade, isto é, a perda de talentos da empresa. Esse também é um problema sério, pois envolve custos com demissões (direitos trabalhistas), e também a perda de profissionais, por vezes, muitos bons.

Talentos podem deixar a organização caso se sintam lesados ou pouco valorizados dentro da empresa. Investimentos que fortaleçam a qualidade de vida, o engajamento e o sentimento de pertencimento e de cuidado com os colaboradores são essenciais para manter uma equipe estável.

Nesse sentido, é essencial poder contar com o trabalho de uma boa empresa terceirizada, experiente e que ofereça serviços confiáveis, contribuindo para aumentar a qualidade de vida de cada funcionário. A construção de um clima organizacional saudável é outra frente beneficiada pelos bons serviços de um ambulatório.

Na gestão desse ambiente, por sua vez, a empresa terceirizada disponibiliza uma equipe de profissionais que pode ser bem diversificada. Assim, são considerados médicos e enfermeiros generalistas, especialistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos e técnicos de enfermagem, entre outros.

Quais as vantagens de sua adoção para a empresa?

A gestão do ambulatório através de uma empresa terceirizada, como se viu, traz muitas vantagens e benefícios para a empresa. Essencialmente, facilita todo o processo, gera economia e disponibiliza expertise.

Conheça, a seguir, os principais aspetos envolvidos e que representam vantagens, quando se conta com parceiros especializados:

  • redução do absenteísmo (falta dos trabalhadores);
  • aumento da produtividade;
  • controle e acompanhamento médico;
  • utilização racional da assistência médica (redução da sinistralidade);
  • melhoria do relacionamento da empresa com o trabalhador;
  • socorro rápido em casos de emergência;
  • rapidez na realização de exames médicos (admissionais, demissionais, periódicos e retorno ao trabalho);
  • melhoria no planejamento de ações preventivas;
  • mapeamento da saúde ocupacional;
  • gestão integrada do atendimento assistencial e ocupacional;
  • substituição imediata de profissionais e sem custos extras;
  • cobertura de férias, faltas e licenças;
  • monitoramento de atestados e de casos crônicos, bem como dos casos relativos aos funcionários afastados da empresa;
  • isenção de processos trabalhistas;
  • atendimento a urgências e emergências;
  • atendimento médico, ocupacional e assistencial;
  • informatização com gestão ambulatorial/ocupacional provida de relatórios, taxas de absenteísmo, status dos exames dos funcionários;
  • atendimento adequado aos grupos de risco.

O que é o Programa de Benefícios de Medicamentos (PBM)?

Para os colaboradores da empresa, o acesso à medicação é tão importante quanto receber atendimento médico. A gestão de ambulatórios realizada por uma empresa terceirizada realmente qualificada contempla a aquisição facilitada de diferentes medicamentos por meio do Programa de Benefícios de Medicamentos (PBM).

Trata-se de um programa muito utilizado pelas farmácias e drogarias, e que permite oferecer preços bem mais atrativos na aquisição de medicamentos. São descontos oferecidos diretamente pelos laboratórios e que fazem os medicamentos chegarem bem mais em conta ao consumidor final.

Como a medicação é parte fundamental do tratamento, torna-se indispensável para o efetivo restabelecimento do paciente. O PBM, por sua vez, oferece atendimento dedicado e personalizado, centralizando e monitorando cronogramas, ações e retornos. Desse modo, é possível dar continuidade ao tratamento médico.

Os consultores identificam quais são as necessidades mais importantes da organização. Nesse sentido, cada empresa faz uma parceria de PBM com um ou mais laboratórios específicos, que disponibilizam um preço diferenciado em seu sistema.

Qual a importância de dedicar mais tempo à estratégia do negócio?

A gestão de ambulatório terceirizada confere mais tempo ao gestor para se dedicar ao planejamento estratégico da sua área (seja ela RH, seja Medicina ou Segurança do Trabalho), fazendo com que contribua para a estratégia do negócio como um todo. Trata-se, portanto, de manter o foco na atividade fim.

Por esse motivo, quando o gestor consegue delegar certas tarefas a uma empresa especializada naquela atividade específica, pode se dedicar integralmente às suas metas produtivas. Disso resulta poder dispor de maior autonomia.

Manter o foco na atividade fim significa poder traçar metas e estratégias efetivamente relacionadas à manutenção de um ambiente de trabalho produtivo. Ao mesmo tempo, facilita a operação com funcionários mais motivados e preparados para o desempenho das suas tarefas.

Quando o gestor investe na gestão do ambulatório, delegando a uma empresa terceirizada a função de administrar as operações relacionadas, ele está atuando de forma estratégica. Por sua vez, o setor não se exime da responsabilidade, mas passa a compartilhá-la com outros profissionais capacitados e habilitados.

Com isso, promove-se a otimização do trabalho e se multiplicam as chances de alcançar os resultados esperados. E, como apontado anteriormente, a gestão ambulatorial vai além de administrar os recursos humanos, cuidando também dos recursos físicos, da documentação, dos indicadores e dos processos.

Resultados esperados da gestão de ambulatório

Confira alguns números que comprovam a otimização na administração corporativa dos recursos humanos. Espera-se uma diminuição de 25% nos custos médios com saúde e 30% nas taxas de absenteísmo.

Em relação à sinistralidade, os números de redução são ainda mais atrativos com a implantação dos ambulatórios: 46% de queda nos gastos com a sinistralidade dos planos de saúde.

Também se espera que haja uma diminuição de 50% nas consultas de emergência em hospitais conveniados. A solução efetiva dos problemas, por outro lado, tem um aumento entre 80% a 90%.

A gestão de ambulatórios transforma o modo de a empresa se relacionar com seus colaboradores, demonstrando total interesse por sua saúde e procurando estimular atividades saudáveis, que ajudem a melhorar sua qualidade de vida.

Ela facilita o acesso dos membros de suas equipes ao tratamento médico e aos medicamentos de que precisam, a menores custos para a empresa e para o próprio funcionário. Trata-se de integrar o ambiente hospitalar aos processos internos, contando com uma empresa especializada para administrar o ambulatório.

Continue conosco em nossas rede sociais, como FacebookLinkedInYouTube e Twitter e tenha a qualquer momento informações importantes para implementação da gestão de ambulatório médico em sua empresa.

Author
Ana Flávia Oliveira
Graduada em Enfermagem. Pós-graduada em Enfermagem do Trabalho, Ergonomia aplicada ao trabalho e em Gestão de Pessoas com Ênfase em Liderança Organizacional. Cursando Master in Business Administration - Executivo em administração: Gestão de Saúde. Experiência em grandes empresas há mais de 10 anos, com atuação na concepção, planejamento, implementação e gestão de saúde populacional e ergonomia, junto aos RHs, segurança do trabalho, medicina ocupacional e operadoras de saúde. Especialista em auditoria documental, gestão de indicadores e plano de ação
x

Solicite uma proposta






    Fale com consultor!

    Fale com um consultor