Ginástica laboral compensatória como meio de promover bem-estar aos funcionários

Ginastica Laboral Compensatoria
Por: Bárbara Galan

ginástica laboral é uma prática indispensável para prevenir doenças, reduzir a quantidade de faltas e afastamentos, minimizar acidentes e aumentar a produtividade e o bem-estar do time. Ela é classificada de diferentes formas, dependendo do horário em que é realizada. Durante o expediente, os colaboradores se beneficiam com a ginástica laboral compensatória.

O objetivo é fazer uma pequena pausa nas funções para movimentar o corpo, aliviar a tensão e diminuir a carga de estresse físico e mental. Assim, o colaborador não se sentirá exausto ao longo do dia e terá mais disposição, o que influência também seu estado emocional.

Esse tipo de atividade deve fazer parte da rotina da empresa, e nós preparamos este artigo para que você entenda melhor o que é a ginástica laboral compensatória, quais são as suas indicações, vantagens e como ela pode ser aplicada para trazer benefícios aos colaboradores e à empresa. Continue lendo!

O que é ginástica laboral compensatória?

A prática de atividades e exercícios físicos de baixo impacto durante a jornada de trabalho é chamada de ginástica laboral. Ela recebe diferentes classificações, sendo:

  • ginástica laboral preparatória;
  • ginástica laboral compensatória;
  • ginástica laboral de relaxamento;
  • ginástica laboral corretiva

Essas classificações estão relacionadas com o momento em que os exercícios são praticados e também com o objetivo que se pretende alcançar com eles. Durante o expediente, os colaboradores vão praticar a ginástica laboral compensatória.

O objetivo dessa técnica é possibilitar ao trabalhador uma pequena pausa nas suas funções depois de algum tempo de trabalho. Isso porque, ao longo do expediente, o corpo apresenta sinais de cansaço, fadiga, tensões e estresse, então, essas pausas minimizam os incômodos e possíveis dores que estejam se manifestando.

O modo como é classificada a ginástica laboral compensatória, portanto, se relaciona ao seu resultado. Ela compensa o esforço e movimentos repetitivos para que resíduos metabólicos sejam removidos, haja uma correção da postura e o relaxamento da musculatura, aumentando o bem-estar no trabalho.

Sendo assim, atua como uma medida preventiva, uma vez que podemos aplicar a ginástica laboral na prevenção de LER e outras doenças e lesões relacionadas a trabalho. Portanto, com esses momentos, que duram poucos minutos, garantimos saúde para o colaborador.

Quais são as indicações para a ginástica laboral compensatória?

A ginástica laboral compensatória envolve, principalmente, exercícios para corrigir a postura, alongar a musculatura, trazer flexibilidade para o corpo e melhorar a respiração. As pausas para essa prática duram cerca de 15 a 20 minutos apenas, mas trazem resultados impactantes.

Consiste em uma estratégia importante para melhorar a produtividade da equipe, sendo indicada praticamente para todos os profissionais. Os mais beneficiados são aqueles que precisam trabalhar muito tempo em uma mesma posição, como quem permanece sentado ao longo do expediente.

Para essas pessoas, esse tipo de exercício proporciona mais ergonomia no trabalho, corrigindo posturas inadequadas. Também possibilita aliviar a tensão da musculatura, movimentar as articulações e ativar a circulação sanguínea.

É importante praticar a ginástica laboral compensatória, principalmente quando o colaborador está em ambientes ou cargos muito estressantes. Isso porque ela ajuda a reduzir o cortisol, hormônio causador do estresse, o que minimiza tensões musculares e mentais.

Os trabalhadores que atuam fazendo muito esforço ou movimentos repetitivos precisam desses exercícios, também. Afinal, terão uma pausa para evitar o cansaço excessivo, farão atividades para relaxar o corpo e minimizar a sobrecarga.

Como você pode ver, conseguimos proporcionar saúde e bem-estar para a equipe de um modo geral. Mas o ideal é adequar as atividades à necessidade dos colaboradores, de acordo com as funções exercidas. Assim, os resultados alcançados serão muito melhores.

Como aplicar a ginástica laboral compensatória?

O colaborador precisa saber como fazer ginástica laboral para se beneficiar dos efeitos compensatórios que ela proporciona. Porém, como dito, é importante que a empresa adeque os exercícios conforme as necessidades do seu time para minimizar os riscos aos quais ele está exposto. Além disso, deve-se manter a regularidade.

Areta Pessoa, terapeuta ocupacional, concedeu uma entrevista sobre ginástica laboral à equipe de comunicação da UNA-SUS/UFMA. Na ocasião, entre as informações abordadas, explicou que o ideal é que os exercícios sejam praticados diariamente ou, pelo menos, três vezes por semana.

Ainda que seja interessante adequar as atividades à necessidade do time, explicamos que a ginástica laboral compensatória envolve exercícios de alongamento, correção de postura e técnicas de respiração. A seguir, você confere um pouco mais sobre cada uma dessas modalidades.

Exercícios de alongamento

Os exercícios de alongamento visam a trazer mais flexibilidade para articulações e musculatura. Com eles, aliviamos a sobrecarga e o estresse no corpo, trazendo mais amplitude para os movimentos e prevenindo lesões.

Correção da postura

As correções posturais são indicadas para minimizar a tensão e a sobrecarga provocadas em determinada parte do corpo por causa da posição de trabalho assumida pelo colaborador. Evita, por exemplo, dores na coluna.

Técnicas de respiração

Com as técnicas de respiração, garantimos a oxigenação adequada de todo o organismo, incluindo o cérebro. Dessa forma, é possível relaxar a musculatura, minimizar a ansiedade e o estresse. É uma excelente alternativa para os colaboradores sob risco de tensão mental e emocional.

Quais os impactos da ginástica laboral compensatória?

Não é necessário ter uma estrutura específica na empresa para aplicar a ginástica laboral compensatória. Isso porque ela é composta por exercícios simples que, inclusive, podem ser feitos no próprio posto de trabalho.

Entretanto, é importante contar com uma empresa especializada para ajudar na implementação das atividades, conferindo aquilo que é mais indicado para sua empresa. Paras orientar o modo correto de execução dos exercícios, a fim de que os colaboradores desfrutem apenas dos benefícios que eles promovem.

Esse momento também pode proporcionar a interação da equipe, afinal, a ginástica pode ser praticada pelo grupo em determinado momento do expediente. A grande vantagem é ser uma técnica simples e com boa adesão, pois o colaborador não precisa se deslocar para realizar os exercícios.

É válido ressaltar que mesmo a ginástica laboral compensatória sendo composta por movimentos simples, eles têm um grande impacto no organismo. Por isso, precisam ser realizados do jeito certo. Daí a importância de buscar a orientação de uma empresa especializada. Assim, você vai aplicar essa técnica da melhor forma, garantindo segurança, saúde e bem-estar para o seu time.

A BeeCorp pode ajudar você a implementar essa e outras técnicas para garantir saúde e qualidade de vida para sua equipe. Entre em contato conosco e conheça as soluções!

Author
Bárbara Galan
x

Solicite uma proposta






    Fale com consultor!

    Fale com um consultor