O que fazer para melhorar a saúde financeira da empresa?

saúde financeira
Categoria: Gestão

A saúde financeira de uma empresa é um pré-requisito para sua própria sobrevivência ao longo do tempo. Nesse sentido, a gestão financeira da organização, além de estratégica para esse fim, é indispensável para que resista às instabilidades da economia e consiga crescer.

Algumas importantes iniciativas podem ser tomadas com o intuito de construir e garantir esse estado de equilíbrio que, uma vez alterado, pode afetar toda a equipe, e não apenas a organização em si. Quase sempre existe um trabalho a ser feito nessa direção.

Continue a leitura e descubra o que fazer para melhorar a saúde financeira de sua empresa.

O que é a saúde financeira da empresa?

Saúde financeira é a condição na qual a empresa tem total controle sobre o seu capital e, dessa forma, é capaz de gerenciar os seus gastos e planejar seus investimentos. Desse modo, é a saúde financeira da organização que atesta sua capacidade de honrar todos os seus compromissos.

Em termos práticos, essa condição se reflete no equilíbrio entre receita e despesa nas contas da companhia. Além de ser capaz de se manter em dia com os seus encargos, uma empresa saudável financeiramente também apresenta lucro e condições de continuar investindo.

Portanto, todo gestor precisa manter sua organização saudável, especialmente para que seja cumprido o objetivo inicial de qualquer empresa que é garantir o lucro nos negócios.

Qual sua importância para um ambiente saudável na empresa?

A realidade econômica, em praticamente todo o mundo, tem se mostrado mais instável, de modo que é grande a diversidade de fatores que podem afetar as empresas. Nesse sentido, a suscetibilidade das organizações será sempre maior quanto menos saúde financeira elas apresentarem.

Essa é, de certa forma, a primeira condição de sobrevivência, especialmente diante das flutuações de determinados mercados e da economia como um todo. Assim, ser capaz de suportar os impactos das variações econômicas pode fazer toda a diferença.

Uma gestão financeira adequada à empresa auxilia na manutenção da saúde financeira e tem forte influência sobre a qualidade do ambiente na companhia. A autoestima, o engajamento, o bem-estar e a própria saúde dos colaboradores resultam em melhor desempenho, além de fortalecer a capacidade de se manter saudável financeiramente.

Por outro lado, a instabilidade nas finanças, resultante da ausência de uma condição saudável, impacta diretamente os colaboradores. Nesse caso, podem ocorrer: redução de benefícios, perda de qualidade de vida profissional, prejuízos para o clima organizacional, chegando até a cortes de pessoal, entre outros.

O que fazer para melhorar a saúde financeira da empresa?

Nenhuma empresa é saudável por acidente, mas sobretudo pela qualidade de sua gestão financeira. Esta, por sua vez, depende de proatividade do gestor para diagnosticar, implantar e manter uma boa gestão das finanças, além de garantir o apoio de uma equipe engajada.

Algumas medidas essenciais podem ser apontadas e devem ser observadas. Acompanhe.

Conhecer as boas práticas da gestão financeira

A base da saúde financeira de uma empresa reside na gestão de suas finanças e na qualidade de como é conduzida. Dessa forma, é imprescindível adotar boas práticas que permitam alcançar o controle e manter os negócios de forma sustentável.

Considere adotar iniciativas de avaliações e análises, assim como estratégias e decisões, voltadas à gestão dos recursos financeiros da empresa. Nesse sentido, leve em conta aquelas como:

  • contabilizar tudo;
  • estipular metas;
  • fazer revisão de cenários futuros considerados;
  • utilizar a tecnologia a seu favor;
  • adotar processos padronizados.

Fazer uso de indicadores

Os indicadores de desempenho da empresa mantêm o gestor em dia com os esforços envidados e os resultados que a organização alcança. Nesse sentido, importantes indicadores para esse fim podem ser assim relacionados, entre outros:

  • custos;
  • endividamento;
  • faturamento;
  • lucratividade;
  • ticket médio;
  • ponto de equilíbrio.

Ter um bom planejamento para situações de crise

Crises econômicas podem acontecer sem qualquer influência da empresa, mas certamente vão afetá-la. Quando isso ocorrer, é preciso que exista uma espécie de plano de contingência para a organização conseguir sobreviver, garantindo a saúde financeira dessa.

Dispor de um bom planejamento financeiro para essas situações facilita as tomadas de decisão, o que torna o gestor capaz de providenciar meios para a sobrevivência da empresa. Assim, mantenha sempre disponível e atualizado o rol de indicadores de gestão, porque constituem os principais sinalizadores para a boa execução do que foi planejado.

Centralizar o controle

Tomar uma decisão administrativa que afete a situação financeira da empresa requer embasamento em dados que, por sua vez, necessariamente deverão ser precisos. Ao contrário, informações dispersas ou imprecisas podem gerar erros e descontrole.

Dessa forma, centralizar o controle, de modo que as informações sejam produzidas no mesmo setor, evita o desencontro e a perda de confiança.

Adotar processos padronizados

Uma das características que apresentam grande influência no sucesso da gestão financeira é a padronização dos processos com ela relacionados. Cada organização apresenta suas características, mas é importante que a gestão financeira seja conduzida por meio de processos padronizados.

A padronização facilita a identificação de diferentes aspectos de um procedimento com mais clareza e objetividade e, dessa forma, o seu acompanhamento. É necessário, no entanto, que os processos, além de seguirem um padrão, estejam alinhados às reais necessidades organizacionais.

Manter o diálogo aberto com os colaboradores

A comunicação, como sempre se diz, é uma via de duas mãos e indispensável para se manter o engajamento e a motivação entre os colaboradores. Qualquer mobilização necessária será muito mais fácil quando há clareza e transparência e quando a equipe sabe que será informada corretamente.

Desse modo, cultive boas relações com sua equipe e mantenha o clima organizacional sempre positivo e afinado com a cultura da empresa. Considere que a saúde financeira da organização é do interesse de todos.

Como você pode ver, a saúde financeira da empresa é essencial para seu funcionamento regular, assim como para a saúde e qualidade de vida dos próprios colaboradores. Existem iniciativas no campo da gestão financeira que devem ser adotadas com vista a melhorar os processos que envolvem os aspectos financeiros da organização.

Se você gostou deste post, continue conosco: assine nossa newsletter e tenha mais conteúdos que vão contribuir bastante para suas tomadas de decisão.

Assine nossa newsletter

    Autor
    Felipe Lacerda

    Fundador e CEO BeeCorp | Escalou a BeeCorp para todo o Brasil, contabilizando mais de 900 clientes e 1 milhão de colaboradores beneficiados.

    Preparado para transformar pessoas e negócios?
    O investimento em saúde, segurança e qualidade de vida impacta diretamente nos resultados da sua organização.
    Fale com nossos especialistas
    x

    Solicite uma proposta






      Fale com consultor!

      Fale com um consultor

        Cadastrar currículo