Blog da Beecorp

Investir em pessoas
Qualidade de Vida

Investir em pessoas: por que é tão importante?

Poucas organizações já nascem com a percepção de que é necessário investir em pessoas e proporcionar bem-estar físico e mental aos colaboradores. Por isso, quando uma empresa aplica esses conceitos desde seu surgimento, isso se torna um fator importante para a satisfação dos funcionários e consequente retenção de talentos.

Esse é o caso da Interfile, uma empresa que trabalha com Full Service BPO. Ela iniciou suas atividades oferecendo automação e terceirização de serviços financeiros. Atualmente, expandiu suas operações e atende também os setores de Recursos Humanos, saúde, entre outros.

Porém, um dos grandes diferenciais da Interfile como empregadora foi o fato de ter olhado para a rotina de seus colaboradores, identificado suas necessidades e proporcionado meios para melhorar sua saúde física e a qualidade de vida como um todo.

A psicóloga e gestora de Recursos Humanos da Interfile, Fernanda Quintela, compartilhou essa experiência conosco. Por isso, a seguir você vai entender como essa estratégia foi direcionada ao longo dos anos e também os benefícios resultantes de investir em pessoas. Confira!

Estresse, sedentarismo e baixa produtividade — qual é a relação?

Não é novidade que o nosso modo de trabalhar mudou. Apesar de ter facilitado e automatizado uma série de tarefas, a tecnologia criou alguns padrões de comportamento que podem prejudicar a saúde física e emocional dos colaboradores de uma empresa.

Isso foi percebido rapidamente. Segundo Fernanda,

desde que a Interfile foi fundada já existia esse interesse no bem-estar dos funcionários. Temos uma atividade de 9 horas diárias. O colaborador fica muito tempo sentado e nos preocupamos com isso. Queremos que ele tenha equilíbrio no dia a dia.

Realmente, a preocupação da Interfile não é infundada. Segundo um levantamento feito junto ao Ministério da Previdência Social, as dores nas costas são a principal causa de afastamento do trabalho no Brasil, com quase 160 mil licenças anuais. Com profissionais que atuam com tecnologia e tendem a desenvolver uma atividade laboral majoritariamente sentada, o quadro se agrava e eles estão mais suscetíveis a esse problema.

Porém, não é só isso. Como psicóloga, Fernanda sabe que a saúde física é importante, mas que o cuidado com o trabalhador deve contemplar também seu aspecto mental e emocional.

Afinal, existe uma alta pressão no mercado devido à competitividade. As empresas precisam produzir mais, com maior rapidez, praticar preços baixos e entregar qualidade. Toda essa responsabilidade chega ao colaborador, que também precisa aperfeiçoar seu serviço ao mesmo tempo em que é estimulado a acelerar a produção.

Além disso, a própria estrutura de trabalho favorece o surgimento do estresse. Fernanda destaca esse ponto:

hoje em dia, trabalhamos muito na frente do computador, na parte analítica. Perdemos esse momento de interação. Por isso, é ainda mais importante cuidarmos da saúde física e mental do colaborador.

Mais uma vez, a visão da empresa está bastante alinhada ao que as pesquisas estão mostrando. O estresse se tornou um risco à saúde dos colaboradores, sendo o principal problema que afeta sua produtividade.

Investir em pessoas — qual é o segredo para solucionar esse problema?

Na Interfile, eles encontraram uma solução eficaz para esses dois problemas. Eles descobriram uma estratégia que contribui para amenizar os efeitos do sedentarismo, melhorando a saúde física dos funcionários, e também para proporcionar momentos de interação e aliviar o estresse. Conheça essas iniciativas para investir em pessoas!

Ginástica laboral

A base da estratégia da empresa para o bem-estar dos colaboradores é a ginástica laboral. A prática acontece todos os dias e os colaboradores são divididos em pequenos grupos, para que a produção não fique completamente parada durante aquele momento.

Nesse momento diário, a prioridade é o alongamento. As atividades evitam que os funcionários desenvolvam problemas como tendinites, tão comuns em pessoas que trabalham diariamente diante de computadores. Além disso, uma vez por mês os colaboradores têm aulas coletivas diferenciadas, como zumba e kickbox.

E para quem pensa que essas aulas trazem benefícios apenas para o corpo, evitando problemas físicos relacionados ao uso da tecnologia, essa é uma visão equivocada. Fernanda destaca que o benefício é completo e inclui a saúde mental. A experiência é muito positiva.

O momento da ginástica laboral é de descontração e interação. É um momento de pausa e descanso, que ajuda os colaboradores a retornarem com mais foco, atenção e produtividade. Isso nos auxilia muito.

Semana Interna de Prevenção aos Acidentes de Trabalho (SIPAT)

Também é importante destacar que a Interfile realiza a Semana Interna de Prevenção a Acidentes de Trabalho (SIPAT). Nessa ocasião, além de todas as iniciativas para proporcionar informações que ajudarão o colaborador a viver melhor, eles oferecem a Quick Massage aos colaboradores. Eles têm momentos de relaxamento e bem-estar, o que contribui para que se sintam valorizados pela organização.

Interfun

Provavelmente, a ação mais inovadora Interfile é o Interfun. Trata-se de um espaço de 720 m², planejado para oferecer uma série de opções para descanso, lazer e bem-estar aos colaboradores. Existem ambientes como biblioteca, cafeteira, jogos de mesa (pebolim e sinuca), lan house e telão. A pessoa também pode desfrutar da área verde e cenários externos.

Essa iniciativa é importante não só por ser inovadora, mas por abordar uma área na qual as empresas ainda são carentes. Atualmente, apenas 18% das organizações desenvolvem ações para cuidar da saúde mental dos colaboradores. Esse número fica muito aquém das reais necessidades dos funcionários.

Qual o resultado de investir em pessoas?

Nesses anos de atuação, a Interfile sempre demonstrou sua preocupação com o bem-estar dos funcionários. A empresa entende que não é seu papel apenas proporcionar, mas incentivar a adoção de hábitos saudáveis. Fernanda destaca que

cobramos bastante que os colaboradores participem das atividades de ginástica laboral, para que eles tenham qualidade de vida diária.

Esse resultado é visto na produtividade do grupo, que viabilizou uma expansão considerável do negócio. A princípio, eles atuavam apenas com a BPO na área financeira. Atualmente, eles trabalham também com outros setores, ampliando bastante o alcance do negócio.

O reconhecimento também vem de outras formas. Um exemplo é a classificação Fich Ratings. O braço imobiliário do negócio obteve esse certificado após uma criteriosa auditoria, que avalia a qualidade dos diversos processos dentro de uma empresa.

Essa certificação demonstra que o cuidado com as pessoas faz parte da cultura da Interfile. Com isso, ela alcançou a excelência em processos administrativos, gestão da carteira de clientes, capacitação de colaboradores, investimento em tecnologia e saúde financeira.

E por falar em saúde financeira, como uma empresa que investe em seus recursos humanos consegue ter esse resultado? Afinal, um dos maiores receios do mercado é o fato de que cuidar do colaborador implica no aumento dos custos no negócio.

A experiência da Interfile mostra que o retorno desse investimento vale muito a pena. Ao criar programas preventivos, a empresa consegue reduzir as taxas de afastamento por doença. Além disso, os próprios custos dos planos de saúde caem, devido à baixa nos índices de sinistralidade.

Finalmente, trabalhadores engajados, que se sentem valorizados pela organização, apresentam produtividade maior e uma qualidade nos serviços prestados que encanta os clientes, potencializando o crescimento do negócio.

Entendeu como investir em pessoas fez a diferença na Interfile? Quer conhecer melhor as soluções que ela utiliza e também outras opções mais adequadas para as necessidades dos seus colaboradores? Então, não perca tempo! Entre em contato com a BeeCorp para você alcançar esses resultados!