Blog da Beecorp

Qualidade de Vida

Você sabe como fazer a gestão estratégica de recursos humanos?

Toda empresa sabe que, para alcançar sucesso e estabilidade, precisa de pessoas. Para que isso aconteça de forma correta, é fundamental que a gestão estratégica de recursos humanos seja implementada na organização. Por meio dela, será possível traçar estratégias e ações mercadológicas sem deixar de contar com um time competente e motivado para executá-las.

A principal missão do RH passa, então, a ser a construção e a fortificação desse elo entre equipe e interesses organizacionais. Em um cenário de transformações e mudanças cada vez mais constantes, é preciso que a ligação consiga se manter firme mesmo diante de necessidades de adaptação. Ao mesmo tempo, é fundamental deixar claro para os funcionários o quanto eles são valiosos e importantes para que tudo caminhe bem.

Mas como colocar essa gestão em prática? De fato, o processo é desafiador e, por isso, este artigo traz algumas dicas e orientações que podem contribuir bastante para que sua empresa tenha sucesso. Confira!

O que é gestão estratégica de recursos humanos?

A gestão de Recursos Humanos é uma ação que já existe na maioria das empresas. Mas, para que ela seja estratégica, precisa também ser proativa. Ou seja, todas as decisões que partem dela precisam levar em consideração o futuro, as necessidades e a integridade de todos os colaboradores da empresa.

Essas questões são importantes pois, para que os colaboradores tenham mais aderência aos objetivos e metas corporativos, precisam se sentir também acolhidos e beneficiados pela organização. Para tanto, é fundamental aperfeiçoar processos internos, o que contribui não apenas para a satisfação e desempenho da equipe, mas também para o desenvolvimento e crescimento da própria empresa.

Quais são seus principais impactos nos resultados dos negócios?

Se a gestão estratégica de recursos humanos visa aproveitar melhor as pessoas que fazem parte da empresa, é claro que isso gera impacto nos resultados do negócio. E, nesse ponto, o principal termo de destaque que pode ser citado é a produtividade. Ela serve para identificar diversos fatores, como a eficácia e a eficiência de um colaborador e sua capacidade de trabalhar bem mesmo diante de adversidades.

Desse modo, se a gestão faz efeito dentro da organização, isso quer dizer que os colaboradores se sentirão mais motivados para executarem suas tarefas e, por consequência a produtividade na empresa aumentará. A partir disso, a entrega de produtos e serviços passa a ser muito mais rápida e sempre com padrão de qualidade. A lucratividade se tornará, então, uma constante para o negócio e permitirá que empresas e colaboradores alcancem o sucesso juntos.

Como medir a produtividade e a Gestão do Desempenho?

Para acompanhar a produtividade dos colaboradores, existe a chamada Gestão do Desempenho. Ela é um a metodologia utilizada dentro da gestão estratégica de pessoas e tem como principal objetivo analisar e sugerir melhorias para a performance de cada membro da equipe. Diferente da análise de desempenho anual, esse tipo de gestão é um processo linear e proativo, porque identifica problemas antes que eles se tornem recorrentes.

Para que ela funcione, cada colaborador precisa estabelecer as próprias metas. Assim, será possível comparar resultados esperados e reais e verificar qual foi o progresso alcançado a cada período. Entra em cena neste momento o Painel de Desempenho do colaborador, que contém diversos indicadores relevantes para avaliar tanto de forma geral quanto detalhada o trabalho daquele funcionário.

Por meio das informações recolhidas, é possível identificar obstáculos, definir soluções para eles e descobrir quais oportunidades são indicadas para aumentar a produtividade. Com isso, colaborador e empresa atingem as metas propostas sem dificuldades.

Como alinhá-la à estratégia organizacional?

Este, provavelmente, é o tópico mais importante, pois é essencial alinhar a gestão de pessoas à estratégia organizacional. Sem essa providência, dificilmente os resultados serão positivos. O primeiro passo é entender metas e posicionamento do negócio: somente dessa forma será possível repassá-los aos colaboradores para que eles tomem decisões adequadas.

Em seguida, é preciso direcionar as mesmas informações especificamente para o setor de Recursos Humanos. Eles precisam ser correspondentes às determinações da empresa, para que os objetivos estejam sempre interligados e se desenvolvam em total conformidade.

Por exemplo, se a organização deseja aumentar a produtividade de seus colaboradores, o RH precisa encontrar maneiras de encurtar processos administrativos. Isso poderia ser feito com a automatização desse trabalho, então será preciso iniciar uma pesquisa para buscar fornecedores com soluções adequadas para o perfil da empresa.

A próxima etapa é formular um plano de ação, que deve ser bastante detalhado. Ele deve conter prazos e responsáveis por cada meta. Dessa maneira, o trabalho fica mais organizado e cada colaborador envolvido no processo fica mais engajado, além de visualizar melhor como colocar sua função em prática.

É muito importante que a diretoria aprove e participe desse planejamento. Se alguma observação negativa for feita, haverá tempo para corrigi-la e determinar outra indicação. Lembre-se, também, de que resultados devem ser sempre monitorados e apresentados aos colaboradores, para que eles acompanhem seu desempenho e descubram o que podem fazer melhor.

Quais ferramentas ajudam a manter um clima organizacional saudável?

O setor de RH tem cada vez mais ferramentas em mãos para manter um clima organizacional saudável. Hoje, existem diversas plataformas, softwares e aplicativos que conseguem automatizar tarefas burocráticas e agilizar operações. Portanto, não há motivos para adiar a pesquisa de clima periódica na empresa. O questionário pode ser respondido pelo computador e os dados serão analisados com muito mais precisão e rapidez.

Além disso, o RH pode continuar investindo no crescimento e no desenvolvimento de funcionários por meio de treinamentos e capacitações. Realizar outras atividades de integração da empresa, que aproximem setores e também líderes de liderados são ótimas estratégias de unificação que ajudam a empresa a seguir na mesma direção como um todo.

E, se mesmo com todas essas alternativas e opções para fazer gestão estratégica de recursos humanos em sua empresa você ainda encontre obstáculos, fique tranquilo. A BeeCorp está pronta para ajudar. Basta entrar em contato conosco!

Gostou do artigo? Leia também: