Osteopatia: entenda tudo sobre essa técnica

Osteopatia: entenda tudo sobre essa técnica
O que é?
Regulamentação no Brasil
Benefícios
Que doenças ou lesões a osteopatia pode tratar?
Categoria: Saúde

Você sabia que 80% da população já tiveram ou terão dor na coluna, em todo o mundo? O alerta é da Organização Mundial da Saúde (OMS), a partir de um levantamento que aponta: a dor lombar é a segunda maior causa de presença em consultas médicas, perdendo somente para a dor de cabeça. Mas como a osteopatia se encaixa nesse tema?

É o que você vai descobrir, neste artigo! Para começar, vale entender que ela faz parte do conjunto de práticas que integram a chamada medicina alternativa. Sendo assim, está relacionada a outras soluções nesse sentido, como auriculoterapia, quiropraxia, reflexologia e até o mindfulness.

Continue a leitura e descubra o que é osteopatia, para que ela serve e quais são os benefícios de seus tratamentos. Não perca!

Mas antes, que tal entender mais sobre outra prática que também traz vários benefícios para a saúde física e mental?

O que é osteopatia?

Como você viu, a osteopatia é uma prática de medicina alternativa. Ela utiliza técnicas manuais para estimular a recuperação de problemas em nosso corpo. Para isso, esses movimentos conduzidos pelo osteopata movimentam, alongam e posicionam adequadamente as áreas que precisam de tratamento.

Mas há diferenças para a quiropraxia, sendo que a osteopatia é considerada uma terapia mais ampla. Isso porque ela ajuda na avaliação, diagnóstico e tratamento mais aprofundado dos problemas encontrados no organismo, visando um equilíbrio em todo o corpo.

Vale ressaltar que a osteopatia é normalmente recomendada como procedimentos complementares a outros tratamentos, assim como a quick massage. Ela é indicada, por exemplo, nos casos de pequenas lesões provocadas pela prática de esportes, além de dor na coluna e espasmos musculares.

Assim, as pessoas que têm risco maior de lesão nos ligamentos e ossos podem não receber a indicação para as sessões com um profissional osteopata. O mesmo vale para aquelas que apresentam fraturas ósseas ou osteoporose.

História da osteopatia

Essa terapia teve início em 1874, a partir de estudos do médico estadunidense Andrew Taylor Still. Para ele, a medicina deveria ser praticada a partir da visão holística de que o organismo humano é capaz de encontrar os caminhos para a cura de seus problemas. Assim, procurou tratamentos que pudessem evitar o uso de medicamentos e procedimentos cirúrgicos.

Na época, ele teria encontrado sucesso na cura de doenças como a tuberculose e a febre tifoide, que atingiam fortemente a população naquele século. Agravos no sistema músculo esquelético também estiveram entre os tratamentos bem-sucedidos conduzidos por Still.

Então, ele percebeu que os bloqueios mecânicos encontrados na musculatura e nos ossos poderiam impedir o fluxo de fluidos do nosso corpo. O desbloqueio, então, seria o caminho para que o organismo se autorregulasse. Sendo assim, um grande benefício para a saúde e o bem-estar.

Como é a regulamentação da prática de osteopatia no Brasil?

O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito) regulamenta a prática profissional de osteopatia no Brasil. Nesse caso, o fisioterapeuta está habilitado a se especializar e adotar as técnicas dessa medicina alternativa junto a seus pacientes.

Já em outros continentes, como na Europa, a osteopatia é uma profissão independente. Sendo assim, possui conselhos específicos de regulamentação.

Vale reforçar que o Sistema Único de Saúde reconhece a osteopatia e oferece essa alternativa no rol de técnicas inseridas entre as Práticas Integrativas e Complementares (PICs). Por isso, é possível receber esse tratamento, até mesmo, em algumas unidades de saúde públicas.

As PICs são terapias que têm como base conhecimentos milenares e tradicionais. No SUS, são adotadas, principalmente, para o tratamento e a prevenção de doenças crônicas. Há 29 procedimentos aprovados pelo Ministério da Saúde nessa lista, entre eles:

  • quiropraxia;
  • osteopatia;
  • auriculoterapia,
  • Pilates;
  • acupuntura;
  • ioga;
  • homeopatia etc.

Quais os seus benefícios para a saúde?

A principal vantagem apontada pelos especialistas para a adoção da medicina alternativa está no reequilíbrio do funcionamento do organismo. Isso porque a base da osteopatia está, justamente, no conhecimento profundo do corpo humano e de sua fisiologia.

Desde que foi desenvolvida, a técnica prevê a restauração do posicionamento de ossos e músculos. Com isso, os profissionais osteopatas promovem o ajuste da localização dos nossos órgãos em relação aos centros neurais do corpo. Assim, há a regulação dos sistemas viscerais e osteo-musculares.

Essa visão mais holística da saúde humana também abrange outras práticas que contribuem para o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas. Por isso, cada vez mais as empresas estão adotando atividades desse seguimento. Esse é o motivo para a popularização da ginástica laboral, entre outras ações de saúde e segurança do trabalho.

Que doenças ou lesões a osteopatia pode tratar?

Atualmente, os profissionais osteopatas são procurados para o tratamento de dores intensas, contribuindo para melhorar a qualidade de vida dos pacientes. Entre os desconfortos comumente tratados, estão:

  • problemas na lombar;
  • dores no pescoço;
  • luxações;
  • agravos no nervo ciático;
  • desconforto nos ombros;
  • dores nos cotovelos;
  • desconfortos nas articulações e nos músculos;
  • lesões causadas pela prática de esportes, entre outros.

Você sabia que a prática dessa técnica de medicina alternativa também pode ser utilizada em crianças e adolescentes? A osteopatia é recomendada, até mesmo, para os bebês, como apoio aos tratamentos pediátricos recomendados pelo seu médico de confiança. Pessoas idosas também podem se beneficiar dessa terapia.

Como você viu, ter uma visão holística do corpo humano pode trazer grandes benefícios à saúde, tanto física quanto mental. Isso porque as técnicas adotadas pela osteopatia, e outras terapias com filosofia semelhante, promovem o equilíbrio do organismo. Aliadas a hábitos como a prática de atividades físicas e alimentação balanceada, são valiosas para alcançar o bem-estar geral.

Gostou do conteúdo? Quer ficar por dentro de outras informações sobre saúde e qualidade de vida? Cadastre-se e receba a nossa newsletter em seu e-mail!

BLOG DA BEECORP
Você também pode se interessar
Saúde
Pressão baixa: entenda como agir, sintomas e causas

Pressão baixa: entenda como agir, sintomas e causas Por: Christine Ornelas

Quando a pressão arterial se encontra abaixo dos valores considerados normais, ou seja, 9 por 6, estamos diante do que é clinicamente conhecido como pressão baixa ou hipotensão arterial,...
Saúde
Saúde coletiva: o que é, como promovê-la e atuações profissionais

Saúde coletiva: o que é, como promovê-la e atuações profissionais Por: Anderson Rodrigues

A promoção da saúde coletiva é resultado de um pensamento sistêmico relacionado à saúde da população no geral. A partir disso, um estudo abrangente investiga as doenças mais comuns...
Saúde
CID 10: o que é, como consultar, códigos e classificações

CID 10: o que é, como consultar, códigos e classificações Por: Anderson Rodrigues

A CID 10 é uma lista de códigos que classifica doenças e condições médicas em categorias. O objetivo é padronizar a nomenclatura das patologias para facilitar a identificação delas...
Saúde
Lombalgia (dor lombar): causa, sintomas, diagnóstico e tratamento

Lombalgia (dor lombar): causa, sintomas, diagnóstico e tratamento Por: Alice Araujo

Se você nunca teve lombalgia, certamente conhece alguém que já sofreu por causa dela. Segundo estudo da OMS (Organização Mundial da Saúde), nada menos que 80 a cada 100...
Saúde
Febre: o que é, causas, sintomas e mais!

Febre: o que é, causas, sintomas e mais! Por: Anderson Rodrigues

A febre é uma alteração comum associada a várias doenças. Infecções, estresse, viroses, entre outros problemas de saúde, como dor de cabeça intensa, podem ocasionar o aumento da temperatura...
Saúde
Ansiedade: quais são os sintomas e como controlar

Ansiedade: quais são os sintomas e como controlar Por: Paola Sobral

Essa sensação natural é um estado de angústia caracterizado pela sensação de medo, insegurança e incerteza. A ansiedade desencadeia diversos sintomas, como excesso de preocupação, pensamento acelerado, insônia, fobias,...
Saúde
Checkup: o que é feito, quais são os exames e frequência indicada

Checkup: o que é feito, quais são os exames e frequência indicada Por: Anderson Rodrigues

Muitas pessoas ainda costumam procurar o médico apenas quando estão doentes. No entanto, o ideal é que todos façam um checkup periódico para monitorar sua saúde, a fim de...
Saúde
Psicologia: áreas de atuação e o que faz um psicólogo

Psicologia: áreas de atuação e o que faz um psicólogo Por: Paola Sobral

A Psicologia se refere ao estudo do comportamento humano e sua relação com o meio. Ela se ramifica em diversas áreas específicas, como Psicologia Ocupacional, Comportamental, do Esporte, Clínica,...
Saúde
ASO: esclareça as principais dúvidas sobre o Atestado de Saúde Ocupacional!

ASO: esclareça as principais dúvidas sobre o Atestado de Saúde Ocupacional! Por: Anderson Rodrigues

O Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) é um documento que comprova quando o trabalhador tem a condição de saúde adequada para executar certas funções. É uma exigência para todos...
SOLUÇÕES EM DESTAQUE
Qualidade de vida, Saúde e Ergonomia
Preparado para transformar pessoas e negócios?
O investimento em saúde, segurança e qualidade de vida impacta diretamente nos resultados da sua organização.
Fale com nossos especialistas
x

Solicite uma proposta







    Assine nossa newsletter

      Autor
      Felipe Alvares

      Assistente de Marketing BeeCorp

      Deixe um comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

      Fale com consultor!

      Fale com um consultor

        Cadastrar currículo