Blog da Beecorp

saúde familiar
Qualidade de vida no trabalho

Saúde familiar: como promover a saúde integral do colaborador? 

A saúde familiar é um fator determinante na produtividade de um colaborador. E a organização precisa voltar o olhar para essa questão e promover uma qualidade de vida integral do indivíduo — e não apenas no ambiente de trabalho.

Isso envolve medidas que vão desde a realização de ações de conscientização ou programas para reeducação dos hábitos de vida, até o acompanhamento da saúde dos trabalhadores por meio da realização de exames periódicos e do diagnóstico precoce de doenças — evitando que elas se agravem com o tempo e gerem consequências mais sérias.

Pensando nisso, elaboramos este artigo para mostrar o que pode ser feito para incentivar melhorias em casa e na organização. Continue a leitura do post e fique por dentro do assunto!

Promover debates sobre ações ligadas à saúde familiar

Discussões voltadas para ações ligadas à saúde familiar são importantes para identificar quais iniciativas podem ser tomadas por parte da empresa, ao mesmo tempo em que orienta os colaboradores sobre qual é a postura que pode ser adotada em casa.

Entre os temas que podem ser abordados, estão:

Falar sobre assuntos como esses ajuda a gerar conhecimento, alertar para atitudes que podem trazer resultados negativos e iniciar mudanças nas rotinas das pessoas.

Desenvolver programas de alimentação saudável

A alimentação saudável influencia diretamente na saúde. Desenvolver programas voltados para a conscientização da importância de cultivar bons hábitos alimentares ajuda a educar as pessoas para que elas façam escolhas melhores na hora das refeições. Entre as ações que podem ser adotadas dentro do programa, podemos citar:

Com pequenas mudanças é possível evitar problemas como obesidade, hipertensão, doenças cardíacas, estresse, insônia, entre outros.

Estimular rotinas de exercícios físicos regulares

A prática de atividades físicas com frequência gera diversos benefícios para a saúde (física e mental) das pessoas. Portanto, o incentivo a uma rotina de exercícios precisa fazer parte das iniciativas adotadas pelas empresas que têm como objetivo promover o bem-estar dos seus funcionários.

Para isso, pode-se apostar na implementação de academias, criar programas dentro de suas unidades e contar com ajuda de profissionais especializados ou até mesmo organizar atividades como caminhadas, corridas e passeios de bicicleta.

Essas últimas são especialmente vantajosas para os casos em que não há recursos disponíveis para a contratação de pessoas especializadas ou espaço para a realização das atividades nas dependências da instituição.

Ofertar eventos periódicos envolvendo os familiares

Uma das opções para colocar essa medida em prática é envolver os familiares nas atividades organizadas pela empresa (como citado no tópico anterior). Além disso, também vale a pena considerar a realização de palestras e outros eventos que podem contar com a participação coletiva e gerar benefícios para todos os envolvidos.

Dessa forma, além de investir nos colaboradores, a organização aumenta as chances de que as mudanças sejam aplicadas no ambiente familiar, estendendo a qualidade de vida para outros círculos.

Criar programas de promoção à saúde

Iniciativas voltadas para a saúde ocupacional são uma prova da preocupação que a empresa tem com os colaboradores. Esse cuidado pode contribuir para que os profissionais se tornem mais motivados e engajados a alcançar os objetivos propostos.

O monitoramento do estado de saúde das pessoas também contribui para a realização de diagnósticos precoces, o que garante o tratamento necessário em tempo hábil e evita o agravamento de doenças — acarretando afastamentos.

Além do mais, esse tipo de iniciativa permite acompanhar os dados de cada colaborador, identificar os principais problemas (e suas causas) e ter uma base sólida para a implantação de ações preventivas, visando reduzir o índice de problemas de saúde originados no ambiente de trabalho.

Dentro de um programa de promoção à saúde, pode-se realizar campanhas como:

  • prevenção de hipertensão;
  • controle de diabetes e obesidade;
  • ações relacionadas à ergonomia (que ajudam a diminuir o risco de doenças ocupacionais).

Elas podem ser extensivas aos familiares, incentivando a saúde familiar.

O cuidado com a saúde emocional também deve fazer parte das estratégias. Além de situações rotineiras que podem contribuir para gerar ou agravar um quadro de estresse, existem os fatores individuais que também influenciam na produtividade.

Problemas como ansiedade e depressão afetam a disposição, a concentração e a energia das pessoas. Além disso, prejudica a empresa nos indicadores relacionados a faltas, afastamentos e rotatividade de pessoal.

Vale lembrar que eles também podem ser um indicativo de que o clima organizacional precisa ser melhorado, proporcionando um ambiente mais agradável, no qual as pessoas se sentem mais integradas.

Adotar a flexibilidade no horário de trabalho

Existem muitas funções que podem ser executadas fora do horário comercial. Isso permite que as empresas adotem jornadas mais flexíveis, fazendo com que os colaboradores trabalhem em horários diferenciados.

Além de esse benefício ser muito reconhecido, pode contribuir para melhorar a satisfação e a produtividade no trabalho. Dessa forma, as pessoas poderiam resolver questões pessoais e familiares (como levar os filhos para a escola) com mais tranquilidade.

Com o ganho em qualidade de vida, o funcionário se torna mais motivado, a organização consegue diminuir o índice de absenteísmo e a rotatividade de funcionários.

Existem diversos meios para viabilizar essa estratégia:

  • home office;
  • horários variáveis, cumpridos dentro de uma carga semanal estipulada;
  • trabalho por meio do cumprimento de metas;
  • presença na empresa apenas nos momentos realmente necessários.

Investir na saúde familiar, em casa e no trabalho, certamente é uma decisão que proporciona mais qualidade de vida para os colaboradores e, consequentemente, gera impactos positivos para os resultados. As organizações que se preocupam e aplicam iniciativas voltadas para essas questões aumentam as chances de reter talentos e ter perspectivas mais positivas em curto, médio e longo prazos.

E então, as suas dúvidas sobre o assunto foram esclarecidas? Quer continuar acompanhando outros conteúdos relacionados à promoção da saúde e bem-estar? Assine a nossa newsletter e receba as novidades em primeira mão diretamente no seu e-mail!

One thought on “Saúde familiar: como promover a saúde integral do colaborador? ”

Comments are closed.